Está aqui

José Janeirinho

ÉVORA ACOLHE O "EUROPEAN GLOBAL CITIZENS"

O próximo dia 9 de outubro marca o arranque em Évora do projeto europeu "European Global Citizens", um projeto de formação no âmbito do Programa Erasmus + e que conta com 3 dezenas de participantes oriundos de vários países como da Lituânia, Turquia, Itália, Espanha e Portugal.

O encontro decorre até 15 de outubro, debate a cidadania europeia e terá como principais objectivos a capacitação de líderes e trabalhadores de Juventude em áreas como a cooperação internacional, diversidade, política europeia  ou direitos humanos.

2016 UM “ANO DE LOUCOS”

Com grandes perdas

O ano de 2016 foi sem dúvida marcado por perdas, pelo desaparecimento de grandes personalidades que marcaram o século XX.

Em todas as áreas da sociedade perdemos pessoas que deram um grande contributo nas conquistas da humanidade e do país: Muhammad Ali e Cruijff no Desporto; Prince, David Bowie e Leonard Cohen na música; Almeida Santos na Política; Alan Rickman e Nicolau Breyner na representação; Umberto Eco pelos contributos historiográficos ou João Lobo Antunes e Nuno Teotónio Pereira na Medicina e Arquitectura, respectivamente.

ASSOCIAÇÕES JUVENIS EM ENCONTRO NO BAIXO ALENTEJO

Decorreu a 25 deste mês a FRAJAL - Federação Regional das Associações Juvenis do Alentejo organizou mais o II ERAJA – Encontro Regional de Associações Juvenis do Alentejo em Odemira.

O TRICAMPEÃO VOLTOU

“Nós só queremos o Benfica Campeão”; “ser Benfiquista é ter na alma a chama imensa”, “tricampeões”; “35” ou o “Campeão voltou” foram os cânticos que se fizeram ouvir, em Serpa onde estive, no país e no mundo, onde houvesse um benfiquista.

INOVAR ANTES DE COMEÇAR

Na véspera da tomada de posse como Presidente da República, que decorrerá entre amanhã e sexta-feira (9 a 11 de Março), Marcelo Rebelo de Sousa introduz uma inovação digna de registo: o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades vai ter Paris como o local oficial das comemorações.

DEBATE … MAS POUCO

No rescaldo do primeiro debate televisivo das eleições legislativas 2015 que colocou frente-a-frente Jerónimo de Sousa e Catarina Martins, líderes do Partido Comunista Português (PCP) e Bloco de Esquerda (BE) respectivamente, posso afirmar que fiquei um pouco desiludido com o desenrolar do mesmo, revelando convergência política, alinhamento de opiniões, enfoque nos mesmos inimigos (que não estavam no debate) e ausência de confronto de ideias.

NÃO HÁ ESPAÇO PARA BAD BOYS

Os indícios estavam à vista para quem queria ver e começaram com o afastamento do ministro das Finanças grego das reuniões de negociação europeias.

Nem o próprio Varoufakis queria acreditar, sendo o primeiro a desmentir qualquer desentendimento ou afastamento das principais decisões do executivo e das reuniões com a Europa, mas a verdade é que quando este foi afastado das negociações, com a desculpa que seria melhor outra pessoa com um perfil mais diplomático e menos rígido nas posições, foi sem dúvida um indício forte do que estava para vir, acabando na sua inevitável demissão do cargo de ministro das Finanças, depois de todo o esforço pelas ideias e ideais do governo e do seu líder Alexis Tsipras.

COISAS DO FUTEBOL

Um acontecimento que me marcou muito nos últimos dias foi sem dúvida a ida do treinador Jorge Jesus do Benfica para o Sporting.

Embora haja a perspectiva mais laboral da questão, em que se argumenta que os jogadores e os treinadores de futebol são profissionais, têm vínculos contratuais com clubes e quando esses vínculos terminam podem representar qualquer outro, não podemos deixar de lado a perspectiva afectiva, que pauta o futebol e enche os seus adeptos, levando à percepção que há certas decisões que não se devem tomar.

Para alguns pode parecer um assunto sem importância, de pouca utilidade e que não deve ser alvo de grande preocupação da parte do público, até porque “eles é que ganham o dinheiro e nós é que nos chateamos”, mas para quem gosta e é apaixonado por futebol as coisas não são bem assim.

ESQUECIMENTO VALE 10 CÊNTIMOS

Como foi massivamente divulgado, todos saberão que desde Fevereiro de 2015 os sacos de plástico passaram a ser pagos em qualquer superfície comercial em Portugal.

Esta cobrança em relação aos sacos de plástico resulta de uma reforma de fiscalidade “verde” por parte do governo, que impõe uma taxa sobre os sacos de plástico de 8 cêntimos mais IVA, resultando num total de 10 cêntimos para o bolso do consumidor.

Um dado muito importante no meio desta questão dos sacos de plástico, é perceber realmente quais os sacos que são abrangidos por esta medida, e a resposta é fácil, a abrangência cai exclusivamente nos sacos de plástico com alças com uma espessura até 0.05 milímetros.

Os Perigos da simplificação: NIB

As regras dos pagamentos por débito directo foram alteradas. Agora a autorização de pagamento é feita entre quem presta o serviço e o cliente, não tendo a entidade bancária qualquer interferência no processo, ao contrário do que acontecia anteriormente.

Páginas