Alentejo Litoral

Derrame de três toneladas de combustível no Porto de Sines

Aconteceu, ontem à noite, um derrame de combustível no porto de Sines e que causou uma mancha de dimensões consideráveis.

O derrame terá acontecido aquando de uma manobra de abastecimento do porta contentores de 270 metros, MSC Sandra – avança o CM – e que estaria a ser abastecido por uma barcaça.

Nesta operação usual algo correu mal e levou a este derrame de combustível que, de acordo com a Administração do Porto de Sines estará contida ao porto de Sines.

Torrão do Alentejo: terra do pinhão, do mel, do arroz e do azeite

Bolo raiva, pinhoadas, bolo fidalgo, hóstia real, tartes e tortas variadas, a par de licores, compotas e bombons são algumas das goluseimas tradicionais que vão poder ser degustadas no “Torrão Doce”, uma mostra de doçaria que tem lugar no Jardim do Coreto na vila de Torrão do Alentejo, em Alcácer do Sal, nos dias 12, 13 e 14 de abril.

Porto de Sines já vale 61,5% da carga contentorizada movimentada em Portugal

Segundo o último relatório da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT), no mês de janeiro os portos nacionais movimentaram mais de 8 milhões de toneladas e o Porto de Sines aumenta a quota maioritária no segmento dos contentores, valendo já 61,5% da totalidade deste tipo de carga movimentada em todos os portos portugueses.

O mês de janeiro verificou assim um aumento de 7,1% quando comparado com o período homólogo de 2017, equivalendo a cerca de mais de 550 mil toneladas, um crescimento que tem como grande responsável o Porto de Sinese, que cresceu sozinho 19,7%.

 

NERPOR junta uma centena de empresárias do Alentejo, Andaluzia e Algarve

Quase 100 empresárias andaluzas e portuguesas reuniram-se em Évora no II B2B 'Juntas somos mais' do projeto INTREPIDA. Quase 100 empreendedoras da Andaluzia, Alentejo e Algarve participaram no segundo encontro “Juntas somos Mais”, organizado na cidade de Évora e coordenado pela Fundação Três Culturas, NERPOR, NERE e Regioti, englobado no projeto INTREPIDA, durante os dias 27 e 28 de março de 2019.

Nestes dois dias, as participantes tiveram a oportunidade de compartilhar os seus projetos e experiências, estabelecer sinergias e abrir novas vias de negócios.

Odemira entrega 500 mil euros do orçamento à decisão da população

O Município de Odemira é um dos municípios alentejanos que mais tem apostado na participação da população na decisão da aplicação de dinheiros do orçamento municipal em obras e investimento. Para o efeito tem lançado anualmente o chamado Orçamento Participativo (OP), onde são os cidadãos que apresentam propostas de investimento e são os cidadãos que decidem, através de votação, as propostas a concretizar pelo Município.

Sines investe mais 7,5 ME na Zona Industrial

Continua em franca expansão o tecido industrial de Sines e, de modo a dar resposta adequada à forte procura por parte dos investidores, a Câmara de Sines vai investir 7,5 milhões de euros na qualificação e expansão da Zona Industrial Ligeira (ZIL) 2, a principal zona de acolhimento de empresas do concelho com várias pequenas e médias empresas e que têm atividades económicas ligadas ao porto de Sines.

Seca: Agricultores alentejanos prevêem "ano de calamidade"

Nas áreas do litoral alentejano, como um pouco por todo o Alentejo, cresce a preocupação quanto a um possível seca este verão dada a pouca pluviosidade registada até ao momento.

Na barragem do Monte da Rocha, em Ourique, o armazenamento situa-se nos 11,8 por cento. Nas de Campilhas e Fonte Serne, em Santiago do Cacém, são registados atualmente 16,3% e 33,8% de água, respetivamente.

Alentejo destaca-se em ano de abrandamento nacional da hotelaria

2018 foi ano de abrandamento relativo do crescimento na operação hoteleira mas com destaque para o Alentejo, com uma fatia de 58% de dormidas nacionais e com os espanhóis a dominarem na lista dos clientes internacionais, seguidos dos brasileiros (7% e 6% respetivamente. Os americanos já representam 5% dos visitantes estrangeiros ao Alentejo, à frente dos franceses, que representam apenas 3% do mercado internacional do turismo na região.

Especialistas defendem que Alentejo está a crescer acima da média nacional

O Alentejo está a crescer acima da média nacional, no entanto lida com falta mão-de-obra especializada, modernização e salários "qualificados". Estes fatores, aos quais se junta a gestão dos recursos hídricos, serão os grandes desafios do Alentejo enfrenta, segundo os convidados do Fórum Desafios e Oportunidades – Alentejo, uma parceria ECO/EuroBic, que decorreu no final da semana em Évora.

Médicos não querem vir para o Alentejo

O Governo abriu um total de 113 vagas para médicos de família em Centros de Saúde, mas só foram ocupadas 73. E o Alentejo é uma das regiões menos preferidas dos médicos já que, de um total de 9 vagas, apenas preencheu uma.

Páginas