26 Outubro 2017      16:49

Está aqui

PONTE DE SOR DESENVOLVEU SISTEMA DE BLOQUEIO DE DRONES

O problema criado por incidentes que envolvem drones, sobretudo junto de aeroportos, levou o governo a definir regras de utilização dos aparelhos, como o registo do proprietário e o seguro, e a decidir avançar com bloqueadores destes aparelhos com o fim de proteger áreas sensíveis como são precisamente os aeroportos.

Para o efeito já começaram os testes aos sistemas de bloqueio de drones, que irão permitir monitorizar os locais identificados, e uma das empresas que está a testar a sua tecnlogia é a Thales, de Ponte de Sor, que já fez demonstrações do seu sistema no aeródromo daquela cidade do Alto Alentejo.

O sistema da Thales faz uso de um radar, uma câmara de espectro visível e uma câmara térmica, que identificam os drones a voar na sua área de alcance, que pode ir até 4 quilómetros de distância, mesmo para os aparelhos mais pequenos. Após a identificação do drone, o gestor pode então afetar as comunicações entre o aparelho e o seu operador ou mesmo distorcer as coordenadas GPS, numa área de alcance até 2 quilómetros.

Imagem de capa de operationnels.com

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.