21 Agosto 2020      10:30

Está aqui

Obras em Grândola revelam abundante material arqueológico

As obras de reabilitação dos antigos Paços do Concelho, em Grândola, que decorrem com acompanhamento arqueológico, revelaram recentemente diversos achados que remetem para uma época anterior ao atual edifício.

De acordo com a autarquia, citada pela agência Lusa, os trabalhos de escavação descobriram “uma sepultura pertencente a um indivíduo inumado no século XVI ou XVII”, tendo sido também identificado e escavado “um silo com cerca de 1,5 m de profundidade”, contendo no seu interior, “abundante material arqueológico, constituído maioritariamente por cerâmicas, metais, moedas, vidros, ossos de animais e conchas”.

Adicionalmente, estão ainda a ser reveladas “algumas curiosidades do edifício”, nomeadamente “algumas fendas nas suas paredes estruturais provocadas, provavelmente, pelo terramoto de 1755”. Foram igualmente identificadas “três paredes levantadas segundo o sistema de gaiola pombalina”, construídas após o terramoto, “de forma a compartimentar o espaço e adaptá-lo para acolher os aposentos do carcereiro e do oficial de diligências do administrador do concelho”.

O estudo deste espólio arqueológico irá permitir um maior conhecimento sobre o quotidiano dos povos que viveram em Grândola nesta época que, depois de tratada e analisado, será exposto ao público.

Fotografia por infocul.pt

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.