Está aqui

saúde pública

“Abaixamento do nível” do Rio Mira é “preocupante” para saúde pública

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) solicitou à Associação de Beneficiários do Mira (ABM) a libertação de água para o caudal ecológico do Rio Mira, em Odemira, devido ao impacto na saúde pública.

Fonte da APA disse â agência Lusa que o pedido foi enviado na semana passada, após responsáveis daquele organismo terem verificado que o “abaixamento do nível” naquele espelho de água, junto à barragem de Santa Clara, pode conduzir a “uma situação preocupante” do ponto de vista de saúde pública e salubridade.

Unidade de Saúde do Baixo Alentejo arrisca-se a perder três médicos

A Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) está prestes a “perder” os três médicos de Saúde Pública, alerta o Conselho Sub-Regional de Beja da Ordem dos Médicos, que sublinha que a situação poderá ter graves consequências.

Em causa está a admissão de dois dos profissionais de saúde, em concursos de mobilidade para a Área da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, e a admissão de uma terceira médica interna, que com a saída destes dois especialistas fica sem tutor e terá se de ser encaminhada para outro serviço.

FALTA DE MÉDICOS NO DISTRITO DE ÉVORA – UM GRAVE PROBLEMA

Os habitantes de Mourão, no distrito de Évora, manifestaram-se no dia 19 de Setembro contra a falta de médicos no centro de Saúde da vila e decidiram fazer circular pelo concelho um abaixo-assinado de protesto.

Os utentes deste concelho do interior do Alentejo queixam-se da falta de médicos neste concelho, da dificuldade em marcar consultas e da constante transferência para os centros de saúde de concelhos vizinhos.

Serviço Nacional de Saúde: evolução ou retrocesso?

O Serviço Nacional de Saúde (SNS) é um dos temas em destaque da actualidade, estando presente na agenda política nacional. Atingidos os 35 anos da sua criação, representa uma vitória da afirmação dos valores de igualdade e acesso universal à saúde, constituindo um salto gigante no desenvolvimento da democracia em Portugal, e sendo salvaguardado pela Constituição, é um dos pilares estruturais da sociedade.