Está aqui

PCP

Encerramento das pedreiras em Borba. João Oliveira pede "bom senso"

O deputado João Oliveira, eleito por Évora pelo PCP, alerta para os riscos de “decisões precipitadas”, como o possível encerramento de todas as pedreiras que não cumpram a lei. João Oliveira revelou ontem que está preocupado com a segurança das populações e das infraestruturas mas também com eventuais medidas que possam "destruir a atividade" das pedreiras na região e com "os postos de trabalho" que possa vir a ser colocados em causa.

PCP endurece discurso contra Adelaide Teixeira em Portalegre

Falta de confiança, de lealdade política e autoritarismo são algumas das acusações que o PCP tem dirigido a Adelaide Teixeira, presidente independente da Câmara de Portalegre e que governou o município até outubro passado suportada por uma coligação que envolvia o próprio PCP e o também o PSD.

E os problemas começaram precisamente pelo "rompimento" do acordo chamado de tripartido e que envolvia o movimento independente (CLIP) que governa a autarquia de Portalegre, a CDU e o PSD. 

PCP de Beja considera que Orçamento do Estado deixa de fora "investimentos estruturantes" para a região

Apesar de reconhecerem que a proposta de Orçamento do Estado para 2019 possui alguns "avanços nalgumas áreas" e que o PCP reclama como suas propostas, a estrutura comunista de Beja reclama em comunicado que o documento deixa de fora "investimentos na rede rodoviária e ferroviária regional bem como o desinvestimento previsto para a área da saúde no distrito com a diminuição da verba a atríbuir à Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo superior a meio milhão de euros" e "ignora" a construção da 2ª fase do Hospital Distrital de Beja.

PCP quer saber em que termos Hospital de S. Paulo em Serpa volta para as mãos da Santa Casa da Misericórdia

O acordo entre o Ministério da Saúde e a Santa Casa da Misericórdia de Serpa colocou nas mãos desta a gestão do Hospital de S. Paulo em 2014, acordo que veio a ser denunciado em outubro de 2017 pela Santa Casa, por alegados incumprimentos por parte do Ministério da Saúde.

Encerramento de Estações CTT no Alentejo gera coro de críticas

Segundo a Comissão de Trabalhadores dos CTT “durante o presente ano, a administração dos CTT já encerrou 32 lojas CTT, todas elas substituídas por postos de correio, mas em alguns casos a Loja CTT mais próxima já fica a cerca de 30 km de distância”.
 

PCP que saber se há atrasos no pagamento de salários na saúde em Beja

O deputado de Beja, eleito pelo PCP, João Dias, quer saber se há atrasos nos pagamentos de vencimentos nas Unidades de Cuidados Continuados na região do Alentejo.

A pergunta surge depois de uma visita do Grupo parlamentar do PCP, a algumas Unidades de Cuidados Continuados Integrados (UCCI’s), no distrito de Beja e que confrontaram os deputados com um problema decorrente da transferência de verbas do Ministério da Saúde para as entidades. 

PCP do Baixo Alentejo rejeita descentralização e defende regionalização

O PCP do Baixo Alentejo assinala os 20 anos do referendo sobre a regionalização (que não teve força vinculativa já que a abstenção foi superior a 50%), para lembrar que este é um "imperativo constitucional ainda não cumprido" e criticar o que chama de imposição da descentralização às autarquias por parte do governo.

Fecho de estações dos CTT em Évora revolta PCP

O PCP insurgiu-se contra o encerramento de cinco estações dos CTT no distrito de Évora e que na sua opinião causará problemas graves às populações.

Pela voz do seu deputado pelo distrito, João Oliveira, o PCP exige a intervenção do Governo contra o fecho das estações dos CTT de Viana do Alentejo, Mora, Cabeção, Redondo e Arraiolos.

Em declarações à Lusa, o também líder parlamentar comunista disse que esta ação vem dar razão aos que consideram que a privatização dos CTT – feita pelo overno anterior - foi uma tragédia e que a inércia do governo face à situação não é melhor.

Ferrovia: avaria entre Beja e Casa Branca colocou em “risco a vida das pessoas

O deputado do PCP por Beja, João Dias, considera muito grave o sucedido na passada semana na linha entre Beja e Casa Branca, quando uma avaria numa composição da CP colocou em "risco a vida das pessoas". 

Beja fora dos investimentos do governo é "uma hipocrisia política inqualificável"

Uma "hipocrisia política inqualificável" é a forma como os comunistas do Baixo Alentejo qualificam a exclusão de Beja do Programa Nacional de Investimentos 2030 (PNI2030). Depois das críticas do PS, que considerou a exclusão de Beja do plano inicial de investimentos do PNI 2030 como "inaceitável", foi a vez do PCP exigir mais investimentos na rede ferroviária da região.

Páginas