Está aqui

Lince Ibérico

Mais um lince ibérico libertado em Mértola

Foi libertado, no passado dia 19 de maio, mais um lince ibérico no Perímetro Florestal de Mértola, propriedade do município, no âmbito do Plano de Ação para a Conservação do Lince-Ibérico em Portugal.

De acordo com o portal Agricultura e Mar, o evento contou com a presença do deputado e presidente da Comissão Parlamentar de Agricultura e Mar, Pedro do Carmo, do presidente da Câmara Municipal de Mértola, Jorge Rosa, do presidente do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), Nuno Banza, e da diretora regional do ICNF, Olga Martins.

Vale do Guadiana tem a maior taxa de nascimentos de linces da Península Ibérica

A taxa de nascimentos na população de linces ibéricos no Vale do Guadiana é a mais elevada da Península Ibérica, revelam os resultados dos censos 2019 divulgados esta quarta-feira pelo Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (ICNF).

Estes dados, citados pela agência Lusa, indicam que a taxa de nascimentos (taxa de produtividade) no Vale do Guadiana é a mais elevada na península, sendo que, em 2019, das 13 ninhadas referenciadas, três geraram cinco crias cada uma, quando anteriormente o máximo registado foi de quatro crias por ninhada.

Mértola dá a conhecer o lince ibérico através de novo centro interpretativo

O Centro de Interpretação e Observação do Lince-ibérico, em São João dos Caldeireiros, perto de Mértola, é a mais recente iniciativa que permite descobrir, conhecer melhor e ajudar a preservar a espécie que tem vindo a ser salva do perigo de extinção em Portugal.

Lince encontrado morto em Mértola

O lince-ibérico de nome Piperita, uma fêmea com um ano de idade, proveniente de Doñana e libertada em Mértola, este ano, no âmbito do Projeto “Recuperação da Distribuição Histórica do Lince Ibérico (Lynx pardinus) em Espanha e Portugal (LIFE+10/NAT/ES/000570 - Iberlince), foi encontrada morta na segunda-feira, 27, junto à estrada municipal de Moinhos de Vento - Via Glória, avança o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, em comunicado.

Vale do Guadiana é a única região do País onde o Lince Ibérico está a instalar-se

Está em curso a construção do Centro de Interpretação do Lince-ibérico e de um Observatório em S. João dos Caldeireiros, que irá integrar uma rota alusiva ao felino mais ameaçado do mundo, o Lince Ibérico. Também está prevista a instalação de uma exposição na Amendoeira da Serra e de um quiosque multimédia em Mértola, constituindo, deste modo, alguns dos atrativos que pretendem convidar à visitação do território.

Na sequência do Programa Ibérico de reintrodução da espécie no Vale do Guadiana, esta é, atualmente, a única região do País onde esta espécie emblemática ocorre.

Duas fêmeas lince do centro de Cáceres estão prenhes

O Programa de Conservação Ex-situ do lince ibérico anunciou que os testes de gestação realizados a duas fêmeas do programa de criação no centro de Zarza de Granadilla (Cáceres) deram positivo.

Segundo informaram os técnicos do programa através das redes sociais, o teste de gestação foi feito esta quinta às fêmeas Narina e Kolia, que revelou positivo em ambas.

Desta forma, espera-se que entre 20 e 24 de março aconteçam dois novos partos no centro extremenho, gerido pelo Organismo Autónomo Parques Nacionais.

Mais um lince morto por atropelamento em Mértola

Foi ontem encontrado mais um lince-ibérico morto na estrada nacional 122, a cerca de dez quilómetros de Mértola, distrito de Beja. Segundo o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), este é o segundo atropelamento naquela zona que resultou em morte de linces, considerando aquela estrada como ponto negro para aquela espécie protegida..

Morreu mais um Lince Ibérico, atropelado na estrada Beja-Mértola

Olmo, um macho jovem de lince-ibérico, foi encontrado ferido na EN 122, que liga Beja a Mértola, no início deste mês e, apesar das tentativas para o salvar, que implicaram intervenção cirúrgica, o lince, que havia sido libertado em Mértola a 15 de fevereiro, acabou por não resistir aos ferimentos.

Linces Ibéricos libertados ontem em Serpa

Serpa recebeu os seus primeiros dois Linces Ibéricos, libertados pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), que vão reforçar a população selvagem a viver já no Parque Natural do Vale do Guadiana.

O casal Ouriço e Odelouca, nasceram no Centro de Reprodução em Silves e serão os primeiros a ser libertados fora do concelho de Mértola, numa área de cerca de 20 mil hectares, próxima do Pulo do Lobo, uma zona de matagais, rica em coelho bravo.

LINCE IBÉRICO ESTEVE À VENDA NO OLX

A proposta de venda de um Lince Ibérico, uma espécie em vias de extinção e que tem sido alvo de protecção e recuperação sobretudo no Alentejo, esteve à venda no site OLX, por 1 500 euros. O anúncio já foi retirado e o Ministério Público está a investigar o caso, conforme avança o DN.

Segundo o anúncio, o animal teria preço negociável e o vendedor, que já foi identificado alegava ter capturado o lince no sul do país com uma armadilha para raposas, mas que não o queria ter em casa. O alerta foi dado pelo Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas.

Páginas