Está aqui

Instituto Nacional de Estatística

Exportações de vinhos alentejanos sobem 20%

As exportações dos vinhos do Alentejo cresceram 20% em valor e 14% em quantidade no primeiro semestre deste ano, face a período homólogo de 2020, revelou a Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA).

Em comunicado, citado pela agência Lusa, a CVRA indicou que, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), “as exportações de vinho alentejano cresceram 20% em valor, com 32 milhões de euros de receita gerada” nos primeiros seis meses deste ano.

Alentejo volta a ter menor diminuição de dormidas em todo o país

O Alentejo, no mês de novembro, voltou a ser a região do país que registou a menor diminuição no número de dormidas, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

Segundo estes dados, citados pela Rádio Pax, a região apresentou uma descida de 55,2% no número de dormidas face a mês homólogo. O INE divulga ainda que se verificou uma descida de 49,5% dormidas de residentes e uma diminuição de 68,4% de não residentes.

Alentejo regista crescimento do PIB motivado pela atividade de Sines

A região do Alentejo registou um crescimento de 0,6% do Produto Interno Bruto (PIB) durante 2019, enquanto as restantes regiões do país registaram igualmente crescimentos, com a média nacional a fixar-se nos 2,2%, destacando-se o contributo da atividade turística, adianta a agência Lusa.

ALENTEJO, ENTRE O MELHOR E O PIOR

Foram agora divulgados os dados do Índice Sintético de Desenvolvimento Regional de 2014, pelo Instituto Nacional de Estatística, onde o Alto Alentejo surge como a sub-região do país menos competitiva, seguida do Douro e do Alto Tâmega. Mas, segundo o mesmo estudo, era, em 2014, tal como no ano anterior, a sub-região portuguesa com melhor qualidade ambiental, seguida das Terras de Trás-os-Montes e da Região Autónoma da Madeira.