Está aqui

Espanha

Espanhóis e portugueses querem comboio que os una

“Por um comboio digno” – é esta a iniciativa que junta hoje cerca de uma centena de pessoas de ambos os lados da fronteira.

Estas pessoas irão caminhar este domingo entre as estações ferroviárias de Valência de Alcántara (Cáceres) e Beirã (Marvão) como forma de protesto e reivindicação pela reposição do serviço ferroviário no ramal de Cáceres.

A linha foi desativada há mais de nove anos e este protesto ocorre há três anos, promovido pela Câmara de Marvão e pelo Ayuntamiento de Valencia de Alcântara, terminando com um almoço convívio entre as duas populações.

 

E agora Catalunha?

A escalada de violência em Barcelona aumenta a olhos vistos. Todos os dias aumenta o número de detenções e de feridos nas manifestações de origem pacífica pela libertação dos políticos detidos aquando do referendo independentista.

Toda a revolta contida desde a detenção dos políticos independentistas acabou por rebentar com a decisão do supremo tribunal de aplicar penas pesadíssimas a estes protagonistas pela independência da Catalunha.

Investimento de 27 Milhões de euros debatido em Évora

Será em Évora que se reunirão os parceiros do projeto “Magalhães”, um projeto que representa um investimento superior a 27 milhões de euros e que, entre outras iniciativas, pretende recriar a rota efetuada pelo navegador português Fernão de Magalhães na primeira circum-navegação do globo, celebrando assim os 500 anos da façanha.

Portalegre: nasce arte no Espaço Robinson

A arte volta a ser destaque no Espaço Robinson, em Portalegre. Entre 13 e 22 de setembro, o espaço da antiga Fábrica Robinson vai ser a casa da residência artística "Conviver na Arte – a Joalharia Contemporânea e a Pintura Mural".

Esta iniciativa é financiada pela União Europeia, ao abrigo do Programa INTERREG V-A e que envolve Portugal e Espanha.

Extremadura Espanhola tem 60 escolas a ensinar português

Só em Badajoz há 16 escolas interessadas em manter o ensino da língua portuguesa no ano letivo 2019/20, uma década depois do acordo firmado entre o Instituto Camões e a Junta da Extremadura. Ao todo a aprendizagem da língua portuguesa chega a 63 escolas na região, mais oito do que no ano letivo passado, segundo a edição online da Hoy, que considera o aumento do número de alunos de português com o aumento do interesse na língua.

Espanhóis da Extremadura voltam a celebrar o 10 de junho português

Para comemorar o Dia de Camões e das Comunidades Portuguesas a região da Extremadura espanhola preparou novamente um programa de atividades ligadas à arte, ao cinema, à literatura, à música e à gastronomia portuguesas.

O barro que une Portugal e Espanha há 25 anos

Já está quase a começar a festa do barro e que une Portugal e Espanha há 25 anos.

Esta será a 25.ª Edição da Festa Ibérica da Olaria e do Barro, desta feita a ter lugar em no centro oleiro alentejano de São Pedro do Corval, em Reguengos de Monsaraz.

De 23 a 26 de maio, existirão um Encontro de Oleiros e Ceramistas, exposições, venda de olaria e cerâmica, Jornadas Ibéricas “Olaria e Cerâmica”, trabalhos ao vivo, circuito das Olarias de S. Pedro do Corval e um Festival de Música Ibérica.

Batalha para defender o Alqueva do jacinto-de-água é de Portugal, "mais até que Espanha"

Uma equipa da Confederação Hidrográfica do Guadiana (CHG) e da Unidade Militar de Emergências (UME) espanholas retiraram nos últimos meses mais de 30 mil toneladas de jacinto-de-água do rio Guadiana, a ameaça que se aproxima de Alqueva.

Campo Maior já exporta gás natural

No passado mês de janeiro, o Sistema Nacional de Gás Natural exportou, pela primeira vez, gás natural pela interligação de Campo Maior, como revelou a REN (Redes Energéticas Nacionais).

Esta ligação existe há cerca de 22 anos, mas só agora a vila alentejana a viu ser usada para exportar gás natural para Espanha e, no dia 10 de janeiro, o fluxo total de gás para abastecimento do sistema espanhol foi de perto de um milhão de metros cúbicos.

Correos de Espanha querem entrar no mercado dos CTT

Os Correos de Espanha anunciaram hoje planos de expansão internacional para entrar em Portugal e no mercado asiático, apostando na entrega de encomendas em 24 horas. A empresa de serviços postais espanhola teve prejuízos na ordem dos 150 milhões de euros em 2018, em grande parte pela devolução de 134 milhões de euros a Bruxelas, por ajudas estatais ilegais e por isso pretende chegar a novos mercados para voltar aos resultados positivos.

Páginas