Está aqui

Campanha da Azeitona

Cáritas de Beja alerta que imigrantes estão “mais expostos” a exploração

A Cáritas de Beja alertou recentemente para as centenas de migrantes que chegaram do Nepal, Índia, Paquistão, Bangladesh, Gâmbia, Gana e até do Brasil à procura de uma vida melhor nos campos agrícolas do Baixo Alentejo, mas que, devido à falta de trabalho que veio com a pandemia, ficaram sem sustento.

Pandemia coloca imigrantes trabalhadores no Alentejo na mendicidade

A antecipação do fim da campanha da azeitona e a pandemia deixaram muitos estrangeiros no Alentejo “numa situação aflitiva”, adianta o jornal Público.

Em meados de setembro, milhares de cidadãos estrangeiros de países do subcontinente indiano (como Nepal, Índia, Paquistão ou Bangladesh), ou da África subsariana (como Senegal, Guiné-Bissau, Guiné-Conacri, Gâmbia e Gana), chegam a Beja para trabalhar na campanha da azeitona, que termina, em anos normais, no início de fevereiro.

Ministra sublinha esforço no adiantamento de ajudas aos agricultores

A ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, sublinhou esta terça-feira o “esforço muito grande” do Governo no adiantamento de ajudas aos agricultores, nesta altura de pandemia, considerando “uma pequena parcela” os 22,8 milhões de euros de medidas agroambientais que estão por pagar.

Ministra da Agricultura marca arranque da campanha da azeitona no Alentejo

A ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, vai estar hoje, terça-feira, no Alentejo, para visitar dois lagares nos concelhos de Beja e de Ferreira do Alentejo, assinalando o início da campanha da azeitona 2020-2021.

De acordo com o Correio Alentejo, a visita da ministra começa pelas 10h00 na Herdade da Figueirinha, em Beja, propriedade da família Cameirinha, seguindo-se a visita pelas 12h00 ao Lagar do Marmelo, em Ferreira do Alentejo, propriedade do grupo Sovena.