Está aqui

Bombeiros

Beja e Portalegre em risco elevado e muito elevado de incêndio

O outono não está  a facilitar a vida à Protecção Civil e aos Bombeiros. Com temperaturas acima dos 30º celsius o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) lançou um alerta de risco máximo de incêndio para 60 concelhos do país, sendo que Beja e Portalegre são dois distritos alentejanos em risco muito elevado e elevado de incêndio.

Adega de Vidigueira, Cuba e Alvito lança um “Syrah Solidário”

A Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito lançou um “Syrah Solidário”, uma campanha de solidariedade.

Assim, até ao dia 30 de novembro, cada vez que for vendida uma garrafa de Vidigueira Syrah, parte do valor dessa venda reverte a favor dos Bombeiros de Vidigueira, Cuba e Alvito.

O Vidigueira Syrah destaca-se pela sua singularidade típica de um monocasta – uma casta reconhecida mundialmente – e com grande procura dos consumidores; é um dos vinhos mais medalhados e procurados pelos turistas.

 

Imagem de jumbo.pt

 

Incêndio em Monchique fora de controlo

Não parece haver maneira de travar as chamas em Monchique, neste que é o 5º dia em que os fogos dominam aquela região algarvia. Nem mesmo os mais de 1000 operacionais, 3 centenas de carros e 7 meios aéreos envolvidos naquele combate, um número de meios que a Associação Nacional de Bombeiros Profissionais já veio contestar por "não ser visível" no terreno. Fernando Curto disse mesmo hoje à Renascença que no terreno "É uma desorganização total. Ninguém se entende".

Monchique continua a arder. Aviões não podem descolar

O incêndio em Monchique, que já apanhou os concelhos de Odemira, Silves e Portimão, está a lavrar desde sexta-feira e contabilizam-se já 25 feridos, um deles em estado grave. Os mais de 900 operacionais, 3 centenas de carros e 7 meios aéreos não têm tido descanso mas o incêndio continua por controlar, mantendo ativas duas frentes, segundo a Protecção Civil.

Estremoz a “bombar”

A cidade de Estremoz hoje vai tremer ao som dos bombos e tambores de várias corporações de bombeiros.

Decorrerá hoje um Encontro de Fanfarras que é uma iniciativa integrante das comemorações do 85.º aniversário da Associação Humanitária de Bombeiros local e que conta com a participação das fanfarras das corporações de Arraiolos, Vendas Novas e Vila Viçosa, além dos anfitriões.

 

 

Imagem de bps.pt

600 Operacionais simulam combate a incêndio na Serra D’Ossa

A partir de hoje e até domingo, 600 operacionais da Proteção Civil estarão em exercícios nos concelhos de Alandroal, Borba, Estremoz, Redondo e Vila Viçosa.

A ação promovida pelo Comando Distrital da Proteção Civil de Évora envolverá operacionais de todo o distrito de Évora, de Portalegre e de Setúbal, além várias dezenas de viaturas, meios aéreos e ainda operacionais do INEM, da GNR, do Exército e delegações do SEF.

BOMBEIROS RECEBEM CASACOS MAIS QUENTES NO NATAL

Os Bombeiros de Alcácer do Sal receberam, esta semana, novos casacos de agasalho que manterão os “soldados da paz” mais quentes este inverno.

A oferta foi da Caixa de Crédito Agrícola de Alcácer do Sal e Montemor-o- Novo e surge depois de um pedido da direção dos Bombeiros, António Balona.

 

Imagem de facebook.com/pg/CMAlcacerdosal

BOMBEIRAS ALENTEJANAS EM CALENDÁRIO SENSUAL E SOLIDÁRIO

São 12 as bombeiras da corporação de Portel que se dispuseram a pousar em fotos sensuais para um calendário cujas vendas reverterão a favor da corporação local e das vítimas dos incêndios no centro de Portugal.

Esta é uma repetição da iniciativa do ano passado e que toma um novo fulgor de modo a permitir uma maior recolha de fundos para as vítimas dos incêndios.

BOMBEIROS DE BEJA PEDEM MAIS APOIO ÀS AUTARQUIAS

A Federação dos Bombeiros de Beja defenderam esta semana a necessidade de ser revisto o financiamento às corporações de Bombeiros por parte das autarquias, tendo em conta a relevância do seu papel nas comunidades.

Domingos Fabela, presidente daquela federação declarou ser preferível que o reconhecimento do papel importante que os bombeiros desempenham não chegasse através das tragédias e que comunidade e autarquias devem empenhar-se mais no apoio aos bombeiros, os primeiros associando-se às corporações e os segundos, financiando melhor o trabalho destes.

INTENÇÕES QUE ARDEM, VIDAS QUE SE VÃO

É certo que não sou especialista em questões ambientais, nem tão pouco sou um visionário no que toca a assuntos da esfera florestal, ecológica e do ordenamento do território. O que vos quero trazer aqui é apenas uma memória de infância, que me faz refletir várias vezes aquando das catástrofes incendiárias. A tragédia de Pedrógão Grande refrescou-me novamente a memória…infelizmente não pelas melhores razões.

Páginas