Está aqui

Bloco de Esquerda

Novo Hospital Central do Alentejo: BE preocupado com "atraso no início das obras"

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda (BE), através do seu deputado Moisés Ferreira, entregou ontem uma Pergunta dirigida ao Ministério da Saúde sobre o "atraso no início das obras do novo Hospital Central do Alentejo", em Évora.

O BE não compreende porque motivo a obra ainda não arrancou, tendo em conta que concurso público internacional para a construção deste novo Hospital foi lançado no dia 14 de agosto de 2019 e a adjudicação para a construção do hospital ocorreu no dia 3 de março a uma empresa espanhola.

BE contesta instalação de olival intensivo junto a bairro em Estremoz

O eurodeputado do Bloco de Esquerda José Gusmão estará amanhã, 22 de fevereiro, pelas 11h00 em Veiros, no Bairro da Eira da Pedra Alçada, em Estremoz, para visita ao local onde estão a decorrer os trabalhos de instalação de um "olival superintensivo a 10 metros das habitações e contacto com os moradores", segundo comunicado.

BE: Francisco Louçã em Évora para debater energia e economia

O antigo líder e fundador do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, estará em Évora, na próxima quarta, 25 de setembro, pelas 21h, para falar sobre “Transição energética e Economia Verde.

Esta sessão pública decorrerá no colégio Espírito Santo da Universidade de Évora e contará também com a presença de Bruno Martins, cabeça de lista por Évora pelo Bloco de Esquerda.

 

Imagem de jornaldenegocios.pt

BE apresenta linhas programáticas para a saúde em Évora

O Bloco de Esquerda promove hoje, quinta-feira, 25 de julho, em Évora uma sessão pública para debater as principais linhas programáticas do BE para a área da  Saúde.
A sessão “Salvar o SNS” decorrerá a partir das 21h no edifício da Junta de Freguesia do Bacelo, em Évora e contará com intervenções de Moisés Ferreira (Deputado do BE na Assembleia da República), Bruno Martins (Cabeça de Lista do BE  às Legislativas 2019 – Círculo Eleitoral de Évora) e João Almeida (Médico).

Imagem de capa de Paulete Matos.

Bloco de Esquerda já escolheu os cabeças de lista no Alentejo

No passado fim de semana, em Lisboa, numa reunião da Mesa Nacional do Bloco de Esquerda, foram aprovados os cabeças de lista às Eleições Legislativas de 2019 pelos Círculos de Évora, Beja e Portalegre.

As escolhas recaíram em Mariana Aiveca, de 65 anos, funcionária da segurança social aposentada será a candidata por Beja; o psicólogo Bruno Martins, de 36 anos encabeça a lista por por Évora e, em Portalegre, António Ricardo, de 68 anos, técnico de vendas, é o escolhido do BE.

Imagens de Facebook

Bruno Martins é cabeça de lista pelo Bloco de Esquerda em Évora

O Bloco de Esquerda acaba de aprovar a lista de candidatos às legislativas do círculo de Évora, que vai ser encabeçada por Bruno Martins.

Marisa Matias hoje em Évora

A cabeça de lista do Bloco de Esquerda ao Parlamento Europeu participa hoje ao fim do dia numa ação de campanha em Évora. Marisa Matias, que vem acompanhada pela líder do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, visita hoje, 22 de maio, uma feira do livro em Évora, a partir das 17h30.

 

Catarina Martins e Marisa Matias em Évora na próxima sexta

A Coordenadora Nacional do Bloco de Esquerda Catarina Martins e a cabeça de lista às eleições europeias pelo BE, Marisa Matias vão estar em Évora, na próxima sexta-feira, 26 de abril.

As dirigentes do BE vão inaugurar a nova sede de campanha do Bloco de Esquerda em Évora, que fica no n.º 20, na Rua de Valdevinos, a partir das 19h30.

Imagem de capa de noticiasaominuto.com

 

Catarina Martins visita mercado de Estremoz no próximo sábado

No próximo sábado, 30 de março, a coordenadora nacional do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, participa numa arruada no mercado de Estremoz. A iniciativa decorre a partir das 10h30, no Rossio Marques de Pombal, onde é feita aquela feira local.

BE denuncia atropelos aos direitos dos enfermeiros em Évora

Segundo o Bloco de Esquerda, o Hospital do Espírito Santo em Évora não está a cumprir a lei, ao não aplicar o descongelamento e progressão de carreira aos enfermeiros com Contrato Individual de Trabalho e ao não contabilizar "corretamente o tempo de serviço aos enfermeiros em Contrato de Trabalho em funções Públicas", ambas previstas no Orçamento do Estado de 2018.

Em carta dirigida à Ministra da Saúde o BE questiona o Governo se tem conhecimento do problema e o que pretende fazer para corrigir o que denunciam.

Páginas