Está aqui

Belver

BELVER CELEBRA 500 ANOS DO FORAL

Este ano celebram-se 500 anos desde que o rei D. Manuel I concedeu carta de foral à vila de Belver, no concelho do Gavião.

Deste modo, e dada a proximidade de datas com a habitual Feira Medieval de Belver, este evento não se realizará, celebrando-se a 18,19 e 20 os Quinhentos anos do Foral, com um programa que será divulgado em breve.

A decisão foi tomada pela Câmara Municipal do Gavião e a Junta de Freguesia de Belver e tem por base as semelhanças históricas entre os dois eventos, a proximidade de datas e visa a rentabilização de recursos financeiros públicos.

 

PORTALEGRE: COMPRAR O MELHOR BOLO REI DO MUNDO É AJUDAR BELVER

A Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre volta a lançar uma campanha solidária através da venda do "Melhor Bolo Rei do Mundo", cuja totalidade das receitas reverte desta vez para as cabras de Belver. Leu bem. A venda dos bolos, cuja unidade custa 10 euros, reverterá para comprar rações para as cerca de 300 cabras que compõem o rebanho comunitário de Belver, Gavião, no Alto Alentejo, e que perderam as pastagens com os incêndios que fustigaram aquela região neste verão.

O bolo rei pode ser adquirido na Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre.

NÓS NÃO DESISTIMOS! BELVER PERDEU 93% DA SUA FLORESTA

A freguesia de Belver, Gavião, no Alto Alentejo perdeu 6500 hectares da sua área verde com os incêndios, o que corresponde a cerca de 93% da área total de floresta. A Associação de Produtores Florestais da freguesia, a APFLOBEV está agora empenhada em reerguer a floresta e quer dar ânimo à população para enfrentar o futuro, contrariando o "desânimo instalado", conforme declarou Carlos Machado, desta associação de produtores à Rádio Portalegre.

GAVIÃO GANHA NOVO EQUIPAMENTO SOCIAL

Os idosos do Alto Alentejo têm um novo equipamento à disposição, com o nascimento de um novo lar de idosos, em Belver, no concelho de Gavião. Com capacidade para 41 utentes, esta obra, no distrito de Portalegre, implicou um investimento de cerca de 1,5 milhões de euros, segundo o presidente do Centro Social Belverense, Jorge Martins.