Está aqui

Baixo Alentejo

CORSO DE CARNAVAL DE CUBA COM DE MAIS DE 1300 FOLIÕES

Cuba, no Baixo Alentejo, conta com mais de 1300 foliões no seu corso de carnaval e cerca de 30 carros alegóricos. Segundo o município serão 90 os grupos inscritos para participar na festa de carnaval, que decorre a 13 de fevereiro a partir das 15h00 e que termina com um Baile de Máscaras, pelas 18h00.

BEJA: PCP EM AÇÕES DE RUA A DEFENDER NACIONALIZAÇÃO DOS CTT

O mote é inequívoco, o PCP defende a recuperação do controlo público dos correios de Portugal. Em comunicado o PCP do Baixo Alentejo faz saber que vai lançar uma campanha "junto das populações e trabalhadores do serviço público postal".

Para o PCP há uma conexão entre a privatização dos CTT e a degradação da qualidade do serviço, considerando que é "possível e é necessário reverter a privatização", colocando essa responsabilidade nas mãos do "Governo PS".

CASTRO VERDE É QUEM MAIS RECICLA NO BAIXO ALENTEJO

Do conjunto dos municípios do Baixo Alentejo que integram a empresa intermunicipal de tratamento e valorização de resíduos, a Resialentejo, Castro Verde é o município que mais recicla, com 49,8 quilos de resíduo por habitante, em 2017.
 

CARNAVAL DE ALMODÔVAR É O MELHOR DO DISTRITO DE BEJA

As inscrições para o Corso do Carnaval de Almodôvar estão abertas até dia 5 de fevereiro e a autarquia prevê prémios de participação para todos os grupos de participantes avaliados positivamente pelo júri, com ou sem carro alegórico, prémios esses que variam entre os 250 e os 350 euros por grupo.

SERPA COM NOVO INVESTIMENTO DE 5 MILHÕES DE EUROS EM OLIVAL

A Herdade Maria da Guarda, uma casa agrícola desde 1779, conhecida pela sua produção de azeite em Serpa, prepara-se para investir 5 milhões de euros na aquisição de mais terrenos na região para plantar 120 mil oliveiras, aumentando assim o seu olival para 1,3 milhões de árvores.

SERPA: ESQUERDA INDIGNADA COM "VAZIO PERIGOSO" EM QUE CAIU O HOSPITAL DE S. PAULO

PS e CDU em Serpa defendem que o Hospital de S. Paulo deve voltar às mãos do Serviço Nacional de Saúde e que foi um erro a transferência daquele hospital para a Santa Casa da Misericórdia em 2014. Aqueles partidos fizeram mesmo aprovar uma moção em Assembleia Municipal onde defendem a regressão imediata do hospital para o sistema nacional de saúde, que teve os votos contra da coligação PSD-CDS.

ALJUSTREL ENTREGA CABAZES COM BACALHAU E BOLO REI A FAMÍLIAS CARENCIADAS

Ao todo foram 85 cabazes com bacalhau, bolo rei e outros bens alimentares, que foram entregues em Aljustrel, a famílias carenciadas. O programa repete-se todos os anos e pretende, segundo a autarquia, proporcionar um natal menos difícil para as famílias que já têm apoio da Loja Social local.
 

MOURA INVENTOU COLETORES PÚBLICOS PARA RECOLHA DE BRASAS

Apesar de não termos números absolutos serão milhares os contentores ardidos anualmente no país, no inverno, resultado da deposição de cinzas de braseiras, lareiras e salamandras e que custarão muito dinheiro para substituir.

Para lidar com este problema o município de Moura, no Baixo Alentejo, inventou uns "cinzeiros" de grandes dimensões, produzidos nos serviços de serralharia da autarquia e que serão distribuídos pelo concelho, junto aos contentores de recolha de resíduos. Para já são 10 e estão preparados para receber cinzas incandescentes, sem perigo de incêndio.

VILA GALÉ COM INVESTIMENTO DE 4 MILHÕES NUM NOVO HOTEL EM BEJA

O Grupo Vila Galé prepara-se para investir 4 milhões num novo hotel em Beja, dentro de uma propriedade sua que já explora uma unidade de agroturismo. O novo hotel, que prevê 80 camas de perfil sofisticado e destinado a casais, insere-se na propriedade Clube de Campo, que tem mais de 1 600 hectares e aguarda aprovação na Câmara Municipal de Beja.
.

 

 

 

 

NOVA GREVE NAS MINAS DA SOMINCOR EM CASTRO VERDE

O Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira (STIM) voltou a apresentar à Somincor, empresa concessionária da mina de Neves-Corvo, no concelho de Castro Verde, no Baixo Alentejo, um novo pré-aviso de greve para os dias 18 a 23 de Dezembro.

Esta é a terceira paralisação dos trabalhadores este ano, que reivindicam a antecipação da idade da reforma dos funcionários das lavarias, progressão nas carreiras e a revogação das alterações na política de prémios.

Páginas