Está aqui

Évoramonte

Marcado pelo Tempo em Evoramonte

“Marcado pelo Tempo” é o nome da exposição da holandesa Yvonne Halfens que será inaugurada no próximo dia 25 de agosto, às 18 horas, na Torre do Castelo de Evoramonte e que conta com momentos musicais de violino por Andrea Vaz.

A exposição – patente até 14 de outubro - é constituída por trabalhos em cerâmica e é organizada pela Direção Regional de Cultura do Alentejo em parceria com a Fundação OBRAS e a Câmara Municipal de Estremoz.

Imagem de obras-art.org

 

ESCULTOR ROBERT SCHAD CHEGA AO ALENTEJO

Estremoz, Evoramonte e Veiros são os municípios alentejanos que vão receber a exposição temporária “Percurso Lusitano”, da autoria do escultor alemão Robert Schad.

Até final de 2017, várias peças de aço com grandes dimensões vão estar expostas nas ruas destas localidades: em Evoramonte junto à Torre/Paço Ducal de, Em Veiros perto do Castelo e no Largo Dom Dinis, e em Estremoz no Baluarte e no Rossio Marquês de Pombal.

A exposição é constituída por grandes peças de aço oxidado e que permitem novos pontos de vista sobre os locais em que se encontram.

CONVENÇÃO DE ÉVORAMONTE FOI HÁ 183 ANOS

Em maio 1834, foi assinada em Évoramonte a convenção, que pôs termo à luta entre os exércitos de D. Pedro e D. Miguel, liberais e absolutistas, e que consistiu na deposição das armas dos “miguelistas” perante a Grã-Bretanha, a Espanha e a França.

ÉVORAMONTE | ARTE EM DESENVOLVIMENTO

O castelo de Évoramonte (Estremoz), só por si tem a sua beleza. Quando subimos e olhamos em redor percebemos o seu significado geoestratégico e a beleza da paisagem alentejana enche-nos a alma; sabemos da sua importância histórica devido a lá se ter realizado a convenção que pôs termo à luta entre os exércitos de D. Pedro e D. Miguel, liberais e absolutistas, assinada em 1834, mas agora, e pela segunda vez, Évoramonte será palco de uma instalação artística.