Está aqui

Empresas

Vinhos de Estremoz compram Casa da Tapada em Braga

Os proprietários da célebre Herdade das Servas, em Estremoz, preparam-se para adquirir a Casa da Tapada em Braga, com vista a produzir vinho. Carlos e Luís Serrano Mira, cuja família produz vinho há 350 anos, adiantam que a Casa da Tapada possui 24 hectares de área total, 12 dos quais de vinha, dez de mata e dois de casario e que os seus enólogos já têm preparados vinhos de nova geração daquela propriedade na zona dos vinhos verdes, que funcionará também com enoturismo, uma loja de vinhos da Casa da Tapada, e provas.

Ingleses interessados na Fábrica Solar de Moura

A garantia é dada pelo Deputado do PS eleito por Beja, Pedro do Carmo, e pelo Presidente do Município de Moura, Álvaro Azedo, que defendem estar a procurar "encontrar eventuais interessados em retomar o funcionamento de um dos pilares da economia local e do emprego no concelho de Moura".

Teatro de Portalegre à venda no OLX

O velho teatro portalegrense do século XIX, um projeto do arquiteto Sousa Larcher e que foi impulsionado por Almeida Garrett, Inspetor-Geral dos Teatros, está à venda no OLX. A denúncia é da Renascença, numa peça assinada por Tiago Palma.

Vinho Alentejano conquista prémio "Produtor do Ano" 2018

O Monte da Ravasqueira acaba de conquistar prémio “Produtor do Ano” 2018. A Revista Vinho Grandes Escolhas acabou de distinguir produtor alentejano em gala de vinhos que celebra o melhor dos setores do vinho e gastronomia nacionais

Islândia, Liechtenstein e Noruega com apoios financeiros para o Alentejo

Através dos EEA Grants, a Islândia, o Liechtenstein e a Noruega estão a ajudar Portugal a reduzir as disparidades sociais e económicas na Europa, reforçando as relações bilaterais com os Estados beneficiários. 

O auditório da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA), em Évora, acolhe, amanhã, terça-feira, dia 19, uma sessão de apresentação das oportunidades de financiamento EEA Grants, que tem um pacote financeiro de cerca de 103 milhões de euros.

Feira do Queijo do Alentejo promove-se hoje em Sevilha

A Feira do Queijo do Alentejo vai esta tarde a Sevilha promover-se junto do consumidor espanhol. A acção de promoção é Câmara Municipal de Serpa e tem o apoio do Consulado-Geral de Portugal em Sevilha. O evento para além do queijo inclui a actuação do Grupo Coral e Etnográfico de Cante Alentejano da Casa do Povo de Serpa e uma prova de outros produtos alentejanos.

Águas Públicas do Alentejo investe 2,3 milhões no abastecimento de água a Ourique

Uma empreitada superior a 2,3 milhões de euros vai ligar o abastecimento de água de Ourique à Aldeia de Palheiros, com 400 habitantes e expandir o sistema de abastecimento público em Ourique e Almodôvar.

A obra é da responsabilidade da empresa Águas Públicas do Alentejo (AgdA) e envolve a construção de uma conduta e de um reservatório de água em Aldeia de Palheiros, alimentada a partir da albufeira do Monte da Rocha, que também ganhará a breve trecho uma ligação com a barragem do Roxo.

 

Ambiente dá luz verde a ampliações e novo terminal no Porto de Sines

A Agência do Ambiente deu luz verde, embora com condicionantes aos projetos de ampliação do terminal XXI, o terminal de contentores do porto de Sines, gerido pela PSA, de Singapura, assim como para um novo terminal de contentores, o Vasco da Gama, no porto alentejano. Este último vai ser concessionado após um concurso público internacional, tendo já diversos grupos chineses manifestado o seu interesse.

O Terminal XXI do Porto de Sines superou os números de 2017 em 2018, em matéria de carga contentorizada, valendo já 58% da carga movimentada em todos os portos do país.

Portel discute futuro dos Jovens Agricultores

Portel recebe no próximo dia 22 de fevereiro uma conferência dedicada ao futuro dos jovens agricultores no país, numa organização da CAP (Agricultores de Portugal).

Mineira sueca vai investir 1,5 milhões em Aljustrel

A Epiroc, uma empresa mineira sueca ligada à também sueca Atlas Copco, que produz equipamento de mineração, já celebrou um contrato de compra e venda de um lote industrial em Aljustrel, para aí construir uma unidade industrial, numa área de 10 mil m2, para trabalhar com as minas da Almina e Somincor.

Segundo Nelson Brito, presidente daquele município alentejano, o investimento da Epiroc na "vila mineira" pode ascender a 1,5 milhão de Euros e prevê fixar e criar aproximadamente 60 novos postos de trabalho nas áreas da mecânica e manutenção industrial para o sector mineiro.

Páginas