Está aqui

Alcáçovas

Alcáçovas abre hoje novo Espaço Cidadão

O novo Espaço Cidadão de Alcáçovas abre ao público hoje, segunda-feira, no Polo da Biblioteca, no Paço dos Henriques, no âmbito de uma parceria entre o município de Viana do Alentejo, a Agência para a Modernização Administrativa (AMA) e a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB).

Fabrico de chocalhos celebra 6 anos de Património Imaterial

O fabrico de chocalhos celebra hoje, dia 1 de dezembro, o seu 6.º aniversário como Património Cultural Imaterial com Necessidade de Salvaguarda Urgente pela Unesco, adianta a autarquia de Viana do Alentejo.

Em comunicado, o município revela que, “com o objetivo de valorizar e promover esta manifestação cultural e os seus mestres chocalheiros”, vai estar patente no Paço dos Henriques, em Alcáçovas, uma exposição permanente dedicada ao fabrico de chocalhos, no 1.º piso do edifício.

Sabia que a primeira reunião dos capitães de abril decorreu no Alentejo?

A primeira reunião dos capitães de abril decorreu a 9 de setembro de 1973 no Monte do Sobral em Alcáçovas / concelho de Viana do Alentejo

No dia 9 de setembro de 1973, há precisamente 48 anos, decorreu a primeira reunião que juntou os capitães de abril.

Segundo relatos dos seus principais intervenientes, o ponto de encontro ocorreu nos jardins do Templo de Diana, em Évora, mas porque o local era demasiado visível, deslocaram-se para o Monte Sobral, uma quinta de Alcáçovas, concelho de Viana do Alentejo.

Há festa no Paço e o chocalhofone não faltará

A 10 de setembro, “Há Festa no Paço! Música Portuguesa e Norte-Americana dos séculos XX-XXI”, no Paço dos Henriques, em Alcáçovas, pelas 19h.

O concerto surge pela Banda da Sociedade União Alcaçovense e, é composto por peças internacionais, não faltando o célebre chocalhofone, um instrumento constituído por uma sequência específica de chocalhos do modelo “picadeira”, desconhecido por muitos, e que resulta das investigações musicais de Christopher Bochmann, compositor e professor da Universidade de Évora

Bela Mestre apresenta novo livro em Alcáçovas

O livro “Portas e Janelas que Contam Histórias… de Alcáçovas”, da autoria de Bela Mestre, vai ser apresentado no próximo dia 3 de setembro, pelas 18:00, no Paço dos Henriques, em Alcáçovas.

Em comunicado, a autarquia refere que o livro, editado pela Associação Terras Dentro, tem o apoio da Câmara Municipal de Viana do Alentejo.

O livro reúne 30 imagens de aguarelas originais de portas e janelas da vila de Alcáçovas, acompanhadas por textos baseados na vivência da própria autora e na pesquisa oral que efetuou em conversas com a população.

VIVA, uma nova ordem e uma nova voz para Alcáçovas!

A bonita e histórica vila de Alcáçovas, sedeada no Alentejo Central, a trinta quilómetros da sua capital Évora, freguesia do concelho de Viana do Alentejo com aproximadamente 2100 habitantes, é um sítio com várias aptidões e virtudes que podem e devem trazer visitantes a conhecê-la melhor ou mesmo novos residentes que aqui queiram encetar seus projectos de vida.

Alcáçovas na rota do Portugal de Lés-a-Lés

Alcáçovas foi local de paragem da 23ª edição do Portugal de Lés-a-Lés.

Nesta edição participaram cerca de 2200 motociclistas e que percorreram os 738 kms da Nacional 2, que liga Chaves a Faro.

O Portugal de Lés-a-Lés deste ano foi exclusivamente dedicado à Rota da N2 e contou com uma paragem em Alcáçovas, ao Km 551, na 3ª e última etapa, onde foram recebidos no Paço dos Henriques pelo presidente da Câmara Municipal de Viana do Alentejo, Bengalinha Pinto.

Entre Évora e Alcáçovas, ou como se pode somar Amor!

Aos caros leitores, mas sobretudo aos meus amigos de longa data, aos familiares, colegas em geral e alcaçovenses em particular, gostaria de tecer alguns comentários sobre a candidatura que me fez persistir num projecto autárquico quando previamente pensado fazer uma pausa nestes desafios…

Bibliotecas alentejanas com animação e hoje há risoterapia

Por motivos vários, há várias bibliotecas alentejanas com mais animação que o habitual e, hoje, na Biblioteca Municipal de Reguengos de Monsaraz há uma ação de risoterapia.

A risoterapia é uma combinação única de exercícios de riso com respirações profundas e, pelas 16h, no jardim da biblioteca, com a duração de 1h15 e limitada a 10 pessoas, esta ação será dinamizada por Ricardo Ventinhas.

Milhano, o jardineiro das Alcáçovas

A minha crónica de hoje vai ser muito diferente do habitual. Quero-vos falar de um homem, falecido há alguns anos atrás, de seu nome Fortunato José Milhano.

Milhano, tal como todos o conheciam, era o Jardineiro das Alcáçovas. Era um Jardineiro muito especial.

Quem visitava a Vila das Alcáçovas há cerca de duas décadas atrás era surpreendido pelo belíssimo Jardim das Alcáçovas (antigo Rossio). Mas a principal particularidade do Jardim das Alcáçovas eram as obras de arte criadas por Milhano.

Páginas