Está aqui

Opinião

INTERIORIDADES

É comumente conhecido que, sempre que se aproximam as eleições autárquicas, as questões das interioridades assumem um lugar de destaque nos discursos mais acerbados.

A quantidade de pensamentos não estruturados, reflexos de ideologias operadas a partir do erro, tornam-se frequentes.

UMA NOVA FORMA DE TERRORISMO

Há cerca de uma semana e meia que o Mundo anda a meio gás devido a um ataque informático à escala global.

Do que se tem ouvido, os “piratas” informáticos invadem os computadores de empresas e particulares, bloqueiam os mesmos e exigem quantias monetárias para que façam o sistema voltar à normalidade.

Em consequência deste ataque, várias empresas suspenderam ou reduziram os seus serviços. Em Portugal, alguns servidores de e-mail de ministérios ficaram com algumas falhas, impedindo assim as comunicações de e para esses serviços.

ODES PARTE III

The Pale Fountains: Thank You

Sabe a Verão pelo ritmo doce e porque nos obriga a olhar para trás. Como todos sabemos, Verão só é Verão perante a memória dos que já passaram... É a única estação sem Presente ou Futuro. Enfim, exagero, sob condições especiais um certo Futuro pode ser entrevisto, mas de muito pouco vale. Nem como sonho. Nem como desejo...

 

Laurie Anderson: O Superman

Alguém que pergunta de onde vem o encantamento nas performances musicais de Laurie Anderson.

Arrisco a seguinte resposta:

A ALBARDA

Aquilo era uma cidade cosmopolita, cheia de gente em movimento, lojas e lojas, umas grandes e grandiosas, outras pequenas e gourmet. Aquilo era uma cidade em movimento, um não parar de gente que sempre apressada, nunca parecia contente.

A VITÓRIA DA SIMPLICIDADE

Com um palco vazio, algumas imagens, simples, de fundo e a sua voz em conjunto com o fantástico arranjo musical, Salvador Sobral conquistou a Eurovisão e trouxe o primeiro lugar no festival.

Embora hoje todos o felicitem, muitos o criticaram, pela forma de vestir, pelos trejeitos a cantar, pela falta de “festivalidade” da música, enfim, diria mesmo que para muitos, só por ser português tinha milhões de defeitos.

ODES PARTE II

The Breeders

Duas manas, nem bonitas nem feias. Enfim, duas manas feiotas. Uma mulher que mais parecia um homem. E um homem que não se parecia com coisa nenhuma. Uma espécie de Pixies do avesso. O resultado nem sempre foi equilibrado – dir-se-ia que muito naturalmente. Mas por vezes conseguiram ser geniais. Outras ainda simplesmente perfeitos, ou perfeitas – pois os cérebros eram as manas –, como em Cannonball ou em No Aloha!

 

Sparks - La Dolce Vita (1979)

CASCAS

Estavam sentados à volta de uma mesa de tampo de mármore e pernas de ferro ferrugento, com os pés de borracha. À sua frente, uma meia dúzia de minis e um monte de cascas de amendoim e tremoços. Sentavam-se todos à volta da mesa com o cerimonial de comensais em banquete real mas comiam caracóis e alcagoitas e bebiam minis em vez de ostras, caviar e champagne.

O MAIOR SAQUE FISCAL DA HISTÓRIA

O aumento ISP implementado por este Governo é o maior saque fiscal da história.

O aumento do Imposto sobre Produtos Petrolíferos (ISP) implementado por este Governo é o maior saque fiscal que há história.

Esta é uma opção tomada exclusivamente por este Governo. Tomada em plena liberdade: Sem a necessidade da intervenção da Troika; sem a necessidade de ter que cumprir os condicionalismos do Memorando de Entendimento; fora dos défices elevadíssimos (acima dos 10% como nos encontrávamos em 2011), Livres da Bancarrota criada na governação de José Sócrates.

A LEI DE LIMITAÇÃO DE MANDATOS AUTÁRQUICOS NÃO ESTÁ A FUNCIONAR!

A Lei 46/2005 de 29 de Agosto (limitação de mandatos autárquicos) diz, resumidamente, que:

“O presidente de câmara municipal e o presidente de junta de freguesia só podem ser eleitos para três mandatos consecutivos (...) e depois de concluídos os mandatos referidos no número anterior, não podem assumir aquelas funções durante o quadriénio imediatamente subsequente ao último mandato consecutivo permitido”.

Quer isto dizer que a ideia seria sempre procurar renovar a democracia local, de forma a potenciar o aparecimento de novas caras/protagonistas/candidatos.

O ASSALTO AO BANCO DE PORTUGAL

Tem vindo a tornar-se hábito assistirmos ao Partido Socialista quando está no Poder tentar impor a sua vontade em Instituições Públicas com autonomia de decisão ou em Entidades independentes.                                               Viu-se na altura de José Sócrates na sua ligação ao grupo Espanhol da Media Capital (entre outros) e vê-se agora nas nomeações e nas tentativas de se rever o modelo de uma Entidade que pela sua independência e trabalho técnico que é o Conselho das Finanças Públicas, não tem que partilhar das previsões e das vontades do Governo.               

Páginas