Está aqui

Brasil

ALENTEJO COM MAIS BRASILEIROS

Nos últimos anos o Alentejo e tudo o que lhe diz respeito em estado em maior evidência. No Turismo o crescimento tem sido galopante e isso reflete em vários mercados, como por exemplo o Brasil.

De acordo com o INE - Instituto Nacional de Estatística, o Brasil foi o terceiro maior emissor de turistas para a região Alentejo no ano passado. Foram 29.200 hóspedes, o que representa um aumento de 23% quando comparado com 2015.

O número de turistas brasileiros só é mesmo superado pelos espanhóis e franceses.

BRASIL DE OLHO NO ALENTEJO… OUTRA VEZ

Há cinco lugares no Alentejo que foram, uma vez mais, alvos de destaque na imprensa brasileira e que são apontados como lugares a visitar em 2017.

Quer fazer as suas apostas?

Após generosos elogios ao Alentejo e à sua genuinidade e versatilidade – consegue acolher os mais variados tipos de viajantes - o site “A Critica” refere que o Alentejo é a maior região de Portugal, e recomenda depois visitas a Mértola, Monsaraz, Elvas, Sines e Évora.

ALENTEJO CONTINUA EM GRANDE NO BRASIL

As convulsões políticas e económicas sentidas no Brasil nos últimos tempos não tiveram reflexo nas importações de vinhos alentejanos para “o país irmão” e que continuam em alta, nem no elevado número de turistas brasileiros que continuam a visitar a região.

Estas afirmações foram proferidas por Vítor Silva, da Agência de Promoção Turística do Alentejo, na 44ª Expo Abav – uma Feira Internacional de Turismo que decorre no Brasil -  

DA FICÇÃO À REALIDADE

Como na ficção, o enredo não pode terminar rápido. A novela “Dilma” dura desde o final de 2015, terminando ontem com a sua destituição do cargo de Presidente do Brasil. Mas a novela “Dilma” poderá estar longe de terminar, no momento em que uma segunda votação lhe dá a possibilidade de voltar a concorrer a cargos públicos nos próximos 8 anos.

NÃO TEM GOLPE...

Oiço que no Brasil o impeachment afasta Dilma (a Presidenta) do cargo durante oito anos, e quase em ato continuo, reação da própria, alegando que se tratou de um golpe de estado.

No seu discurso, volta a usar o nome do Lula, para legitimar, que foi efetivamente um golpe de estado…, no entanto, Dura Lex, Sed Lex, ou seja, a lei quando existe é para todos.

ESCRITOR ALENTEJANO REPRESENTA PORTUGAL NO BRASIL

António Vilhena - natural de Beja - será o único escritor português a marcar presença na 3º Feira Internacional Literária de Maringá (FLIM), no Brasil, no mês de setembro, onde estará entre grandes nomes da literatura mundial – de acordo com a curadoria da FLIM – como o angolano José Eduardo Agualusa - finalista deste ano do Man Booker Internacional-, o mexicano Juan Pablo Villalobos e o norte-americano William C. Gordon - marido da reconhecida escritora chilena Isabel Allende – além do francês Eric Chartiot e da guatemalteca Frieda Liliana Morales Barco.

EXPORTAÇÕES DE VINHO ALENTEJANO EM QUEDA

Angola e Brasil foram até ao ano passado os dois melhores mercados de vinhos do Alentejo mas a crise económica em que vivem os dois países provocou quebras nas vendas com grande impacto para a região.

VINHOS ALENTEJANOS DE VOLTA AO BRASIL

Está a chegar a 3ª edição do concurso O Melhor Sommelier Vinhos do Alentejo do Brasil

Por @Lídia Mestre

Porto Alegre, Rio de Janeiro, Vitória e São Paulo são as cidades que receberão as quatro grandes provas de vinho que darão início à terceira edição do concurso que elege o melhor sommelier do Brasil no que diz respeito aos vinhos produzidos no Alentejo.

EMOÇÕES FORJADAS

Eu ontem cheguei de volta ao Brasil, após 3 anos de ausência. À noite, como de costume, na casa onde eu estava, a televisão hd transmitia a Rede Globo. Após a “novela das 7”, veio o Jornal Nacional.

Às vésperas das olimpíadas, obviamente, grande espaço foi reservado a este evento. Por serem rápidos e diversificados, os telejornais ‘globais’ costumam selecionar as suas pautas e organizá-las de maneira a ser criada uma narrativa, elaborada no sentido de despertar no telespectador emoções coerentes com a agenda política da emissora e dos seus parceiros econômicos e políticos.

CANTO LÚGUBRE

Conheço-te, Portugal, há 10 anos. Em 2006, eu aportava no aeroporto da Portela com a previsão de cá permanecer até 2008. O destino, este gigante misterioso e apressado, entretanto, amarra-nos aos seus pés e arrasta-nos pelas vielas escuras por onde ele gosta de deixar os seus rastros largos e fundos. Estamos em 2016 e eu, apesar das curvas abruptas que me impôs aquele gigante, passei a te amar, Portugal.

Páginas