8 Maio 2017      07:32

Está aqui

MARVÃO RECEBE IV FESTIVAL INTERNACIONAL DE MÚSICA

Decorre num cenário extraordinário, no ponto mais alto de Portugal a sul do Tejo, um festival também ele extraordinário, por trazer ao interior do país uma classe superior de artistas clássicos e que nasceu em 2014 de muitas vontades, mobilizadas por um maestro alemão de renome internacional. Falamos de Christoph Poppen e Festival Internacional de Música de Marvão, no Alto Alentejo.

 

Cooperação entre os povos e qualidade.

Ao longo da história, Marvão foi sempre uma terra em que diferentes culturas, religiões e populações se cruzaram; com uma presença importante no período Neolítico, Marvão viu também passar por suas terras os Celtas, os Romanos, os Mouros e os Judeus durante o seu êxodo de Espanha. Essa dinâmica conjunta é um dos pilares deste Festival.

Músicos do mais alto nível artístico marcaram presença nas edições anteriores de 2014, 2015 e 2016. A Orquestra da Gulbenkian e os músicos de mérito vindos dos quatro cantos do planeta, em uníssono, ultrapassaram todas as expectativas dos espectadores colocando o Festival nos roteiros europeus de festivais de Verão de música clássica. A qualidade tornou-se assim outro dos valores principais, e é ela que se impõe para fazer deste festival uma referência no panorama da música clássica em Portugal e do mundo.

Este ano o Festival Internacional de Música do Marvão conta com Silke Avenhaus; Juliane Banse; Anna Doris; Capitelli; Goldmund Quartett; Orquestra Gulbenkian; Augustin Hadelich; Marie-Elisabeth Hecker; Martin Helmchen; Hong Kong Sinfonietta; David James; Quartetto di Cremona, entre muitos outros.

Para o maestro Christoph Poppen "a música é uma expressão de amor que nos liga aos céus e entre nós. Que possamos todos comunicar neste estado de espírito, neste lugar mágico!".

O IV Festival Internacional de Música de Marvão decorre entre 21 e 30 de Julho e o programa pode ser visto aqui.

 

 

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.