23 Abril 2017      16:08

Está aqui

CASTRO VERDE TEM UMA PRIMAVERA QUE DÁ ARTE

A Primavera em Castro Verde começou no dia 21 de…. abril. Foi esse o dia em que iniciou a "Primavera no Campo Branco 2017" e que ficou marcada com o concerto que juntou no palco do cine-teatro municipal o Coro Polifónico de Castro Verde, alunos do Conservatório, o Grupo Coral "Os Cardadores" da Sete, o acordeonista Tiago Rodrigues, o tocador de viola campaniça David Pereira e a dupla Rui Santana & Filipe Pilar.

Haverá sempre animação, cultura e arte em Castro Verde, durante todos os fins de semana, até 21 de maio.

Hoje, 23 de abril, será a vez dos GNR subirem ao palco para tocarem "Afectivamente", o nome do seu espetáculo 2017.

A 29 de abril, o grupo "Há lobos sem ser na serra" vai apresentar o seu disco de estreia, "Cantares do Sul e da Utopia" e, no dia seguinte, Dia Internacional do Jazz, 30 de abril, será Salvador Sobral – representante português na Eurovisão 2017 – a atuar; os HMB a 12 de maio e Gisela João 21 são os outros artistas que compõe esta “primavera” diferente. E

Mas há mais, na noite de 24 de abril, Castro Verde celebra também os 43 anos da "Revolução dos Cravos" e fá-lo com Mário Mata & Os Amigos do Zeca, Francisco Fanhais e "Os Ganhões de Castro Verde".

Também inserido nesta iniciativa, a Biblioteca Municipal Manuel da Fonseca – a celebrar o seu 22º aniversário – recebe os conceituados escritores Pedro Chagas Freitas e Valter Hugo Mãe.

Um espetáculo de revista à portuguesa - "Tempestade num copo de água", com Marina Mota e Carlos Cunha – a 28 de abril o Festival de Cinema e Multmédia “100 Cenas” – promovido pelo Agrupamento de Escolas de Castro Verde –  de 10 a 13 de maio, complementam o programa.

 

Imagem de movenoticias.com

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.