Está aqui

Ensino Superior

POLITÉCNICO DE BEJA CRESCE E PREENCHE METADE DAS VAGAS

À imagem do homólogo de Portalegre e da Universidade de Évora (preenchida a 90%), também o Instituto Politécnico de Beja teve conseguiu um crescimento face ao ano transato. O aumento foi de 16,1%, tendo preenchido 238 das 476 vagas que tinha disponíveis, este ano letivo, na primeira fase do concurso nacional de acesso ao Ensino Superior.

VIANA DO ALENTEJO COM BOLSAS DE ESTUDO PARA O ENSINO SUPERIOR

O município de Viana do Alentejo abre a partir de 1 de outubro as inscrições para a atribuição de bolsas de estudo aos alunos do concelho que frequentem o ensino superior. Esta Bolsa de Estudo visa ser um complemento a estudantes que tenham dificuldades económicas e aproveitamento escolar e apoiam cada estudante em 800 euros.

CANDIDATURAS AO POLITÉCNICO DE PORTALEGRE AUMENTAM E ALUNOS ESTRANGEIROS TRIPLICAM

Na 1ª fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior de 2017, o Instituto Politécnico de Portalegre recebeu 231 novos estudantes, o que representa uma taxa de colocação de 45%.

Os cursos com mais procura continuaram a ser os de Jornalismo e Comunicação, Turismo, Design de Animação e Multimédia, Administração de Publicidade e Marketing e Enfermagem, em contraponto com os cursos de regime pós-laboral e das áreas das Tecnologias e da Agronomia.

ESCOLA DE TURISMO ALENTEJANA REDUZ PROPINAS EM 30%

A decisão pertence ao Turismo de Portugal que vai aplicar uma redução de 30% ao valor das propinas em vigor no corrente ano letivo 2017/2018 nas escolas do Turismo de Portugal.

Abrangida por esta medida está a Escola de Turismo de Portalegre – tal como Viana do Castelo, Oeste, Setúbal, Portimão e Vila Real de Sto. António – e a medida destina-se exclusivamente a candidatos ao ano letivo 2017/2018, que vão realizar pela primeira vez, a sua matrícula numa das referidas escolas, terminando as candidaturas a 12 de setembro.

MAIS VAGAS NO ENSINO SUPERIOR

No corrente mês abriram as vagas para o acesso ao ensino superior, tendo sido noticiado o aumento no número de vagas comparativamente ao ano passado (mais 150 vagas).

Sendo este um sinal de investimento de novos cursos em novas áreas, não nos podemos esquecer de algo que já há muito tempo deveria estar na agenda não só do Governo como também das Universidades: o elevado número de vagas para a oferta de emprego efectivamente existente.

ÉVORA: UNIVERSIDADE RECEBE 400 ALUNOS ESTRANGEIROS POR ANO

O Erasmus Student Network (ESN) é uma organização sem fins lucrativos. Presente em várias universidades do país e tem como principal objetivo ajudar à integração dos alunos estrangeiros.

EM ALMODÔVAR O TRANSPORTE DE ESTUDANTES É GRATUITO

A interioridade é um problema e a incapacidade em fixar jovens afeta sobretudo o Alentejo. Outro dos problemas com que a região se debate é a da falta de equidade entre quem vive no litoral e quem vive no interior. O poder local assume-se muitas vezes como o único e último reduto onde os cidadãos se podem escudar ou com quem podem contar a atenuar as dificuldades. São inúmeras as oportunidades criadas pela autarquias locais, particularmente aquelas que dizem respeito aos apoios escolares, como a distribuição de manuais escolares gratuitos.

UNIVERSIDADE DE ÉVORA MANTÉM CURSOS E VAGAS

As candidaturas ao Ensino Superior começam hoje e Universidade de Évora conseguiu manter inalteráveis quer o número de vagas – apesar de alguns ajustes entre os cursos - para a primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior, quer a gama de cursos que oferece a partir de setembro.

Prevê-se que a Universidade alentejana mantenha assim um número equivalente de alunos, uma vez que, nos últimos anos, não tem sido alvo de grandes variações nesta área. Serão cerca de 1000 vagas a preencher, mas que com todas as especificidades se têm convertido em perto de 1500 vagas.

MÉRTOLA VAI AJUDAR A COMBATER O DAESH

O combate ao terrorismo islâmico passa por estudar arqueologia, no Alentejo? A Universidade de Évora (UÉ) e o Campo Arqueológico de Mértola (CAM) acreditam que sim, e assim surgiu a criação da Cátedra de Ensino em Arqueologia Cláudio Torres, que é simultaneamente uma homenagem ao trabalho do arqueólogo homónimo, Prémio Pessoa e Doutor Honoris Causa 2001, pela UÉ.

O QUE ANDA A FAZER O MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR?

No âmbito da minha atividade profissional, tive necessidade de entrevistar algumas pessoas durante a presente semana. Procurava-mos um profissional jovem, não necessariamente júnior, que estivesse motivado em fazer parte de uma empresa em fase de expansão…

… e qual não foi o meu espanto, não existiam muitos realmente empenhados em querer ser diferentes de todos os restantes que passaram pelo nosso processo.

Páginas