Está aqui

11 de setembro

11 DE SETEMBRO, UMA DATA QUE A EUROPA VAI ESQUECENDO

Eram precisamente 8:46h (13:46h hora de Lisboa) quando o voo 11 da companhia americana “American Airlines”, com destino inicial para Los Angeles, embateu na Torre Norte do World Trade Center (WTC). O avião que tinha levantado voo às 7.59h, em Boston, levava a bordo 11 membros da tripulação e 81 passageiros, 5 dos quais terroristas que o viriam a sequestrar.

11 DE SETEMBRO: AINDA SE VÊ O FUMO

Lembro-me perfeitamente do momento do atentado.

Era um jovem universitário a fazer zapping compulsivo na tentativa de encontrar uma desculpa para não pegar nos livros, quando – passavam uns minutos das 9:03h em Nova Iorque, 14:03h em Portugal – ao ver um pasmado José Rodrigues dos Santos, paro na RTP1 e vejo um jornalista experiente - cujas primeiras memórias me enviam para a Guerra no Golfo, estando, como tal, habituado a cenários difíceis – atónito, a tentar explicar o que estava a acontecer nas imagens que se viam em direto dos Estados Unidos.

Há 13 anos, 11 de setembro passou a ser mais que uma data

Há treze anos atrás aconteceu o inesperado; o mundo mudava em breves minutos. Hollywood já tinha realizado produções sobre todos os modos de destruir algo importante nos Estados Unidos: dinossauros, gorilas gigantes, extraterrestres, ameaças nucleares, intempéries massivas etc. mas nunca pensou no mais óbvio e mais realista (quiçá por ser possível a sua realização) um avião comercial cheio de combustível e sequestrado por terroristas islâmicos.