Está aqui

Artigos publicados

A QUESTÃO ESSENCIAL É QUE A AUSTERIDADE É UMA FORMA DE VIOLÊNCIA

Em setembro de 2008, Portugal era um país muito diferente do que é hoje. Tinha uma dívida pública de 71.7%, face ao PIB, aproximadamente metade da que tem atualmente, que é estimada em cerca de 131.6%. Passados oito anos (cinco dos quais vividos em regime de austeridade) e 78 mil milhões de euros depois o que esperar do Orçamento de Estado para 2017?

ERRADICAR A CORRUPÇÃO, A FRAUDE, O DESPERDÍCIO E O ABUSO

A corrupção é um problema que afeta a nossa democracia, diminui a capacidade de governação, adúltera as decisões administrativas, vicia transações de negócios, degrada os mecanismos e processos envolvidos na construção do bem-estar humano, bem como, corrompe o ambiente de respeito mútuo e desencoraja o cidadão.

Resumidamente, há três tipos de corrupção: a institucional, a cultural e a moral. Qualquer uma delas perverte o comportamento ético e transparente, a todos os níveis: político, económico, social e ambiental.

O DIA DA SOBRECARGA

Para o melhor ou para o pior, a nossa geração vai determinar o futuro da vida no planeta. Segundo a organização não-governamental Global Footprint Network (CFN), 8 de Agosto foi o dia em que a exploração humana do planeta ultrapassou a biocapacidade da Terra. E, a cada ano que passa este dia chega mais cedo.

Em apenas 221 dias, a humanidade esgotou teoricamente todos os recursos naturais que a Terra garante anualmente, isto é, a partir deste mês estaremos a consumir mais recursos do que aqueles que o planeta consegue renovar no espaço de um ano.

A LIÇÃO DO BUTÃO

O clima social na União Europeia (UE) está mais tenso, as pessoas estão com medo e deixaram-se apoderar por sentimentos defensivos e de desconfiança, prova disso é que após 43 anos de vida em comum, o Reino Unido decidiu abandonar a UE.

PROBLEMAS SINISTROS QUE SE ESCONDEM NA CADEIA ALIMENTAR

Devido a estudos que o assinalam como cancerígeno, o Glisofato tem sido alvo recente de discussão, quer a nível nacional, quer ao nível da União Europeia.

No entanto, sobre esta questão o que tem chegado à opinião pública portuguesa focaliza-se no facto de este composto estar presente na maioria dos herbicidas usados em espaços públicos. Em Portugal, foi já anunciada uma iniciativa legislativa no sentido de limitar o uso do herbicida em áreas urbanas, designadamente em locais com "grande concentração de pessoas" como escolas ou hospitais.

A GLÓRIA ESPÚRIA DO BREXIT

A saída do Reino Unido da União Europeia (UE) tem como efeito imediato colocar o foco da classe política europeia em torno das questões do Brexit, usurpando, assim, energia e recursos políticos essenciais ao aprofundamento e desenvolvimento do projeto europeu. E, tudo acontece, precisamente, numa altura em que a UE tem muitas outras questões prementes para resolver, como a crise dos refugiados, as ameaças internas e externas de segurança, a perda de competitividade e o futuro da moeda única.

QUEM TRAMOU A CAIXA?

E, aí vamos nós uma vez mais, sorrateiramente, de forma ordeira e submissa, recapitalizar outro banco, apenas aguardamos o momento da decisão.

EM BUSCA DE NOVOS CAMINHOS

A Noruega parece estar determinada em proibir a venda e a circulação de veículos a gasolina e gasóleo no seu território.

DEDUÇÕES DEVASTADORAS DE UM CICLO (IM)PARÁVEL

No último século, os avanços tecnológicos operados na área da saúde e no sector agroalimentar, trouxeram consigo um ciclo vicioso de destruição dos recursos naturais, que a cada novo início é amplificado por força do crescimento populacional.

AGIR COM LUCIDEZ

Para a esmagadora maioria da sociedade, um indivíduo com sólida formação académica reunirá condição necessária para ter à sua responsabilidade o destino dos seus semelhantes.

Páginas