Está aqui

Artigos publicados

2015 previsões de céu limpo, mas só se fizer por isso

Chega a Passagem de Ano e parece que tudo o que é mau termina ali; tudo o que é bom, muito melhor que ontem e hoje, há-de vir este ano, o próximo. Afinal, como dizia o outro, já não há nuvens negras!

 

"Je suis" pela coexistência

Começa mal o ano. O atentado cobarde à redação do “Charlie Hebdo” foi também um atentado à Liberdade de Expressão e à Democracia. Não pode haver lugar à ceifa de vidas em nome de extremismos encapuçados na falta de respeito pelo seu semelhante.

2014 ao de leve

Esta é a última crónica de 2014, um ano em que na Europa, a crise Russo-ucraniana mudou as relações e obrigou a EU a deixar a posição passiva de fanfarrão do mundo e tomar posição. Putin assumiu-se como a outra face da moeda e, com uns salpicos de déspota, confrontou os poderes instalados querendo mostrar força. Verdade é que a Europa ficou a descansar à sombra da árvore das patacas e não se preparou para o futuro, que agora é presente e passado.

E em Portugal, "Podemos"?

Muita tinta já fez correr o “Podemos”, dentro e fora de portas. O surgimento do movimento veio agitar o panorama político espanhol, mas não só, tem reflexos em todos os que a rodeiam, pois as circunstâncias políticas atuais são semelhantes aos de outros países da Europa ocidental.

Big Show Sócrates e propaganda

Chegou a minha vez de falar de Sócrates. Mas já lá vamos.

A mentira também se abate; basta!

É comum dizer-se que os portugueses se fizeram ao mar e ao Mundo numa casca de noz; sem medo e à deriva lá chegámos à India, ao Brasil, ao Japão, à Nova Zelândia, a novos mundos. Mas nem aí estivemos tanto à deriva como hoje.

25 anos da queda do muro de Berlim – derrubemos os muros de hoje

No dia 9 de novembro de há 25 anos, o mundo estava colado à televisão. Quer por alegria, quer por medo, quer por um misto de ambas e outras tantas emoções, o derrube (a queda não; quedas damos sozinhos, o muro foi derrubado) do muro de Berlim deixava o mundo em suspenso e nada seria igual.

Páginas