Está aqui

Vindimas

Aumento da produção de vinho no Alentejo deve confirmar-se

A Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA) faz um primeiro balanço “bastante positivo” das vindimas, que estão praticamente concluídas na região.

Em declarações à Rádio Pax, Francisco Mateus, presidente da CVRA, destaca que chegaram “uvas com elevada qualidade” e “muito sãs” às adegas alentejanas. Além disso, e apesar de a precipitação registada recentemente causar podridão em algumas vinhas, tal não pôs em causa a qualidade da produção neste ano vinícola.

Produtores alentejanos convidam visitantes a participar nas vindimas

No Alentejo as vindimas começam na primeira quinzena de agosto para recolher as uvas para os espumantes que se pretendem com menor grau de álcool e maior acidez. Mas é na segunda quinzena deste mês que as atividades têm início em algumas casas produtoras, adianta o portal Sapo Lifestyle.

Alentejo inicia vindimas e prevê aumento de produção entre 5% e 10%

A época de vindimas no Alentejo já arrancou, prevendo-se uma produção de vinho que deve aumentar entre 5% e 10% este ano, para um total de 120 milhões de litros, estimou hoje a Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA).

Em comunicado, citado pela agência Lusa, a CRVRA revelou que as vindimas já começaram na região e que, de acordo com uma previsão da Universidade do Porto, a produção de vinho deve este ano “atingir os 120 milhões de litros”, num “aumento produtivo entre 5 e 10%, face ao ano de 2020”.

Há um hotel no Alentejo onde se produz vinho, da colheita ao engarrafamento

Fazer uma vindima no Torre de Palma Wine Hotel, em Monforte, no Alentejo, é muito mais do que experienciar uma vindima tradicional, com apanha, escolha e pisa das uvas. Este projeto de luxo no Alentejo proporciona nesta altura do ano um conjunto de experiências autênticas que constituem a verdadeira raiz de Torre de Palma: o vinho.

Vila Galé convida para as vindimas em Beja

De 24 de agosto a 13 de setembro, a Vila Galé e os vinhos Santa Vitória sugerem uma verdadeira experiência de vindimas no Alentejo.

CALOR OBRIGA A VINDIMAS ANTECIPADAS NO ALENTEJO

Pelo menos para a Casa Agrícola Alexandre Relvas, as vindimas levam este ano 3 semanas de avanço, tudo devido à seca extrema. A vindima em Redondo, no Alentejo Central, Évora e Vidigueira já começou a 1 de agosto, quando habitualmente é feita a partir da última semana deste mês.

Em declarações à agência Lusa, a que o Sapo 24 dá destaque, Alexandre Relvas diz esperar uma quebra de produção na ordem dos 45%, mas “boa qualidade” dos vinhos.

JÁ SE VINDIMA NO ALENTEJO

As vindimas já estão a decorrer, este ano mais cedo por ter sido um ano mais seco.

Apesar desta antecipação da vindima a CVRA - Comissão Vitivinícola Regional Alentejana prevê que a produção de 2015 se mantenha nos números de 2014, ou seja 100 milhões de litros.

Em termos de qualidade as expectativas também são as melhores, devido às favoráveis condições climatéricas.