Está aqui

Turismo

Interior do Alentejo encontra-se “cheio”, contrariando a sua tendência de verão

O interior do Alentejo, que costuma ter pouca gente no verão, este ano está “cheio” com os turistas nacionais que visitam a região, garantem os autarcas e responsáveis de entidades alentejanas à agência Lusa.

Devido à pandemia do novo coronavírus, “as pessoas acabaram por escolher zonas livres de covid-19 ou, pelo menos, em que os casos tenham sido poucos”, argumenta Francisco Ramos, presidente da Câmara Municipal de Estremoz, um dos poucos concelhos do distrito de Évora sem registo de “qualquer caso” da doença.

Odemira quer garantir verão animado e seguro

Será com muita música e teatro que a autarquia de Odemira pretende animar o verão dos munícipes e turistas do concelho.

O programa cultural “Animar o Verão” durará os meses de agosto e setembro e a animação será garantida, em exclusivo, por artistas e grupos residentes no concelho.

Os turistas continuam a procurar o Alentejo

O Alentejo já era uma região em destaque nas opções turísticas nacionais, no entanto, dadas as suas especificidades geográficas e demográficas, em tempos de Covid-19, e enquanto outras regiões registam quebras acentuadas, em contraciclo, no interior, isso não se nota, tendo a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, afirmado até que o turismo no interior tem registado uma maior procura em relação a 2019.

Elvas com WI-FI gratuito no Centro Histórico

Foi instalada uma rede wi-fi no centro histórico de Elvas e que vai estar acessível a munícipes e visitantes.

A rede Elvas-Wi-fi foi instalada pela autarquia e abrange vários locais do Centro Histórico: Largo do Colégio, Rua da Cadeia, Praça da República, Largo do Pelourinho e Parada do Castelo, e algumas áreas adjacentes.

O município presidido por Nuno Mocinha explica que, para aceder a esta rede, os utilizadores deverão autenticar-se com nome e e-mail ou através da rede social Facebook.

O passadiço da Serra D’Ossa já ganha forma

Foi anunciado em 2019, mas foi um projeto adiado para este ano.

Num investimento de cerca de 300 mil euros, o passadiço da Serra D’Ossa já ganha forma.

Serão cerca de 400 metros de vão ligar a Aldeia da Serra à ermida de Nossa Senhora do Monte da Virgem.

As obras decorrem a bom ritmo e prevê-se que em outubro os visitantes já possam ver de perto a fauna e flora singulares desta região.

Nisa quer ganhar um “novo brilho”

A Câmara de Nisa quer a vila com nova cara e criou a iniciativa "Vamos, juntos, dar um novo brilho à Vila!".

O objetivo é que, em consonância com os residentes, se possa melhorar a aparência dos edifícios através da recuperação de fachadas e revitalizar assim o centro histórico da vila através.

Turismo em Évora aumenta de “forma lenta” após desconfinamento

Desde o desconfinamento que a procura turística em Évora está a aumentar de “forma lenta”, mas os números estão “muito longe” dos registados antes da pandemia de covid-19, garante Carlos Pinto de Sá, presidente do município.

Em declarações à agência Lusa, o autarca revelou que “desde que se iniciou o desconfinamento, tem vindo a aumentar a procura turística, em particular das unidades hoteleiras rurais e mais isoladas”, acrescentando que algumas já tiveram “vários fins de semana com lotações muito perto do pleno”, os seus hóspedes sendo sobretudo “visitantes nacionais”.

Campismo no litoral alentejano regista maior número de desistências

Os parques de campismo do litoral alentejano estão a registar um número superior de desistências em relação a anos anteriores, segundo uma reportagem da TVI.

O coronavírus tem afetado muitos setores, nomeadamente o do turismo, com o litoral alentejano a sofrer danos colaterais desta pandemia. De acordo com a reportagem da TVI, os parques de Campismo da Galé e de Porto Covo têm visto os números de desistências a aumentar.

Gavião quer mais turistas com novo parque de Autocaravanas

É na estrada Nacional 118, à entrada da vila de Gavião, que já existe um parque de autocaravanas.

Concluída a obra – que nasceu da requalificação num espaço que necessitava uma urgente reabilitação - a autarquia aguarda agora o seu licenciamento para começar a receber os primeiros turistas.

Esta nova infraestrutura é parte da planificação e estratégia da Região de Turismo do Alentejo Ribatejo e que considera que o autocaravanismo é um movimento em expansão e que representa um fluxo turístico muito importante para as zonas do interior.

Alcácer do Sal expõe Azulejaria do Século XVI

Em Alcácer do Sal, a “Azulejaria do Século XVI” vai estar em exposição, na Cripta Arqueológica.

Patente até 30 de julho, pode ser visitada de terça-feira a domingo, das 9h30 às 13h e das 15h às 18h30.

Com o nome "À descoberta das reservas do Museu Municipal Pedro Nunes - A Azulejaria do Século XVI", esta exposição é constituída por 11 peças de azulejaria hispano-árabe (três pequenos painéis e azulejos avulso).

Páginas