Está aqui

Tiago Salgueiro

Tiago Salgueiro prepara livro sobre a Estrada Real entre Borba e Vila Viçosa

Marcada pela tragédia, que vitimou cinco pessoas no final do ano passado, a antiga estrada nacional 255, que ligava Borba a Vila Viçosa, conta uma história muito mais antiga, estampada numa publicação que Tiago Salgueiro, Curador Assistente da Fundação Casa de Bragança e a trabalhar em Vila Viçosa, se prepara para lançar.
 
A obra "poderá ser argumento importante na defesa da requalificação deste percurso, apontando para o aproveitamento turístico desta paisagem única"
 

Uma estrada, tantas histórias…

Muito se tem dito e escrito sobre a tragédia que recentemente afetou a Zona dos Mármores. Um acontecimento nefasto, sentido sobretudo por Borbenses e Calipolenses que, a diário, percorriam este pequeno troço que ligava as localidades vizinhas. Nós, mais que ninguém, sentimos na pele a perda dos nossos conterrâneos e partilhamos a dor das famílias e dos amigos. Algo irreparável e que nunca será esquecido.

Pelos caminhos da intolerância

A recente crise de refugiados a que temos assistido originou, por um lado, uma “onda” de solidariedade e por outro, várias manifestações de reprovação à receção destes migrantes, que fogem da guerra, da violência e da intolerância.

A hipocrisia no mundo da política

Hoje todos expressamos as nossas doutas opiniões no universo das redes sociais, a propósito de temas do quotidiano. As reflexões sobre a realidade, próxima ou distante, inspiram-nos a dar conta do que pensamos, através das palavras e das imagens. Essa crescente “democratização”, como em tudo na vida, tem um lado positivo e um lado perverso. Nem sempre os comentários são baseados em factos ou notícias reais e surgem frequentemente relatos de episódios que, em muitos casos, nunca tiveram lugar.

Património cultural em risco: Estamos preparados para eventuais catástrofes?

O incêndio de grandes proporções que atingiu o recentemente Museu Nacional no Rio de Janeiro fez levantar os sinais de alarme. As instituições detentoras de coleções patrimoniais devem ter cada vez mais a noção sobre necessidade de desenvolver mecanismos de prevenção e de resposta adequados a situações de catástrofe, que podem ter, como sabemos, efeitos devastadores.

TRUMP – Da incredulidade ao pessimismo

Não gosto de Donald Trump. Nunca me identifiquei com a sua forma de estar e com o estilo que cultivou, muito antes da sua entrada na vida política.

Quando se tornou candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, fiquei surpreendido, pensando que se tratava de mais um episódio caricato, semelhante ao exemplo vindo do Brasil, quando o célebre humorista Tiririca se propôs a ser deputado federal por São Paulo em 2010. Ou seja, não era para levar a sério. Ou, para engano meu, talvez fosse.

Coria Del Rio e o Alentejo – A História, como alavanca do desenvolvimento turístico

Coria del Rio é uma pequena cidade da Andaluzia, a cerca de 20 quilómetros de Sevilha, localizada nas margens do rio Guadalquivir. Tem cerca de 30.000 habitantes e uma curiosa história de ligação ao Japão.

De facto, cerca de 600 desses habitantes, com o apelido “Japón”, descendem diretamente dos samurais que por aqui passaram, integrados na Embaixada Kensho, em 1614. Esta missão, enviada para negociar um tratado de comércio com o Rei espanhol Filipe III (segundo de Portugal), foi chefiada por um nobre japonês, Hasekura Tsunenaga.

Alentejo, planície de oportunidades

O Alentejo vive um período de grande dinamismo!

O património natural, histórico, cultural, aliado à gastronomia e aos vinhos, assumem-se como pontos de referência para quem visita a região. Ninguém tem dúvidas de que o turismo, nas suas diversas vertentes, tem dados sinais de qualidade e competitividade, o que converte este sector numa alavanca de desenvolvimento.

Investigadores reconhecidos por trabalho com Azulejos de Vila Viçosa

O Projeto “INVENTÁRIO DA AZULEJARIA CALIPOLENSE” foi galardoado com uma Menção Honrosa, nos Prémios SOS Azulejo 2017, na categoria “Contributos para Inventário”. Trata-se de um reconhecimento ao excecional património azulejar de Vila Viçosa, da autoria de Tiago Salgueiro, Ana Barradas, Paulo Pinto e Fernando Duarte.

Segundo aquela equipa, o projeto poderá vir a constituir "uma ótima ferramenta para a salvaguarda e gestão dos conjuntos de azulejos de Vila Viçosa".

A entrega dos galardões terá lugar no próximo dia 24 de Maio, no Palácio Fronteira, em Lisboa.

 

Florbela Espanca - Um nome esquecido em Vila Viçosa

Florbela Espanca foi diferente. Nascida em Vila Viçosa no dia 8 de Dezembro de 1894, desde cedo a sua vida foi marcada por diversas vicissitudes, que influenciaram profundamente a sua obra literária.

Páginas