Está aqui

Sines Tecnopólo

As tendências do empreendedorismo na Economia do Mar em Sines

O projeto PlaticeMar chega no dia 05 de abril a Sines e pretende fomentar as Tecnologias da Informação, Comunicação e Eletrónica (TICE) na Economia do Mar, através de encontros entre empreendedores e o meio empresarial e académico.

SINES COM FEIRA DO MAR EM JUNHO

A economia do mar tem uma feira dedicada em Sines, no Litoral Alentejano. O evento, que vai para a segunda edição, decorre entre 16 e 18 de junho, inclui mostras empresariais, uma conferência sobre turismo do mar, visitas à caravela Vera Cruz e ao farol de Sines, observação do fundo do mar, visitas à lota, showcooking e a pratica de desportos náuticos. 

.

O projeto ALENTEJO EXPORTAR MELHOR, projeto SIAC (Sistema de Apoio a Ações Coletivas) aprovado pelo Programa Operacional Regional do Alentejo (Alentejo 2020) e desenvolvido em co-promoção pelas Associações Empresariais de Beja (NERBE), Évora (NERE), Portalegre (NERPOR) e o SINES TECNOPOLO em conjunto e representando as micro, pequenas e médias empresas do Baixo Alentejo, Alentejo Central, Norte Alentejo e Alentejo Litoral, conta agora com a adesão de cerca de 60 empresas, oriundas de sectores de atividade totalmente alinhados com Estratégia Regional de Especialização Inteligente do Alentejo

SINES NAVEGA POR NOVOS MARES

O Sines Tecnopolo, BIC Alentejo, organiza o “Por Novos Mares – Jornadas da Economia do Mar”, um evento terá várias vertentes, entre os dias 8 e 10 de julho, com destaque para uma conferência, uma Feira do Mar e um concurso de embarcações sustentáveis: o Aporvela Project Race.

ALENTEJO VALE MENOS DE 5% DAS EXPORTAÇÕES MAS NÃO SE CONFORMA

Segundo dados avançados pelas Associações e Núcleo Empresariais do Alentejo, a região, que ocupa cerca de um terço do território nacional, exporta menos do que 5% dos bens transaccionados para fora do País.

COM AS NOVAS DESCOBERTAS CIENTÍFICAS

Nem de propósito.

No Dia do Trabalhador entrevistamos o incansável Luciano Lucas, um jovem de 35 anos, nascido em Santiago do Cacém, amante da biologia, activista da natureza, desportista, pai, investigador e empresário. Com 15 anos de muito trabalho, parte deles passados fora do país, aproveita a experiência e lança a Sciently, uma empresa ligada ao marketing e comercialização de novas descobertas científicas. Mas não é só. Luciano Lucas está apostado em melhorar o eco-sistema empresarial (e de empreendedores) regional e nacional. Explicamos-lhe como.