Está aqui

Santiago do Cacém

ENGUIA DA LAGOA DE SANTO ANDRÉ À MESA EM FESTIVAL GASTRONÓMICO

Caldeirada de enguias, ensopado de enguias, enguias fritas, cataplana de enguias e açorda alentejana ou enguias fritas com migas verdes são alguns dos acepipes estrela no 4.º Festival da Enguia da Lagoa de Santo André, que enaltece a maravilha gastronómica local capturada naquela lagoa e preparada por 12 restaurantes locais.
 

OBRAS NO HOSPITAL DO LITORAL ALENTEJANO RESULTAM DAS "LUTAS DOS UTENTES"

A coordenadora das Comissões de Utentes do Litoral Alentejano não tem dúvidas que as obras de ampliação e requalificação do Hospital do Litoral Alentejano, que começaram a semana passada, acontecem agora "devido às lutas dos Utentes".

Em comunicado o movimento esclarece que as obras há 10 anos que eram necessárias e urgentes, e prometidas "pelos diversos Conselhos de Administração" mas só agora avançam pela dimensão que ganharam as reivindicações dos utentes daqueles serviços.

SANTIAGO DO CACÉM QUER RETIRAR TRÂNSITO DE PESADOS DA CIDADE

A reivindicação tem uma década mas continua sem respostas. Falamos do problema do trânsito de pesados dentro da cidade de Santiago do Cacém e que voltou à agenda da autarquia com Álvaro Beijinha, presidente daquele município do litoral alentejano, a exigir no início do mês às Infraestruturas de Portugal (IP), a construção de uma circular a Santiago do Cacém que afaste o trânsito de pesados da cidade, prevista no Plano de Urbanização da Cidade, desde 1998.

ÁLVARO BEIJINHA QUER MANTER SEGURANÇA SOCIAL EM SANTIAGO DO CACÉM

O Presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha,  quer “soluções rápidas para manter o serviço da Segurança Social (SS) em Santiago do Cacém”, na sequência do encerramento da repartição local, na semana passada, cujas condições degradadas do espaço se agudizaram pelas recentes chuvas.

ALENTEJO ASSEGURA A ARTE DO PRESÉPIO TRADICIONAL PORTUGUÊS

O Centro UNESCO de Arquitetura e Arte deu o alerta: a arte do Presépio Tradicional Português está a definhar e poe mesmo vir a extinguir-se num curto prazo.

Assim, e de modo a reverter a situação, e assegurar o futuro desta arte e transmitir os seus preceitos aos mais novos, mesmo adaptando-a aos tempos de hoje, em Santiago do Cacém, decorre a construção de um Presépio Tradicional Português com a intervenção dos moradores do centro histórico da localidade do litoral alentejano.

SANTIAGO DO CACÉM: PROJECTO DE COMBATE AO INSUCESSO ESCOLAR APROVADO PELO FSE

Ao todo serão mais de 830 mil euros para investir no combate ao insucesso escolar em Santiago do Cacém, num projeto a implementar ao longo dos próximos 3 anos e que o município fez aprovar junto do Fundo Social Europeu e do Alentejo 2020, que comparticipa com 702 mil euros.
 

PETRÓLEO NO ALENTEJO: ENI/GALP QUER FURAR

São nove os furos que o consórcio ENI/GALP tinha previsto realizar nas três zonas marítimas offshore, a menos de 50 quilómetros da costa do Parque Natural do Sudoeste Alentejano, na Costa Vicentina.

PRODUÇÃO DE ARROZ NO ALENTEJO COM QUEBRAS DE 20 A 30%

Caso a seca se prolongue os produtores de arroz de Alcácer de Sal, Montemor-o-Novo, Grândola e Santiago do Cacém temem não poder vir a cultivar arroz em 2018.

As quebras de produção de arroz foram em 2016 de 10 a 15% e este ano variam já entre os 20 e os 30% e a quantidade de água armazenada nas barragens que abastecem as produções de arroz daquela região anunciam o pior, neste momento a cerca de 8% da sua capacidade.

SANTIAGO DO CACÉM DOA PALHA A CRIADORES DE ANIMAIS AFETADOS PELOS INCÊNDIOS

A Câmara Municipal de Santiago do Cacém transporta hoje 45 fardos de palha para Oliveira do Hospital, no distrito de Coimbra. A carga tem como objetivo reforçar a alimentação dos animais, uma das principais carências identificadas “no terreno”, ao longo das últimas semanas, na sequência dos trágicos incêndios que assolaram aquela zona do país, no passado mês de outubro, dos quais resultaram mais de quatro dezenas de vítimas mortais e avultados prejuízos materiais.

SANTIAGO DO CACÉM COM PILOTO NO DAKAR 2018

Pedro Velosa marca a estreia portuguesa na nova disciplina do TT na edição de 2018 do Dakar, a categoria de SSV. O ermidense vai acompanhar Pedro de Mello Breyner aos comandos de um Yamaha YXZ 1000 R, integrando ambos a equipa da piloto italiana Camelia Liparoti, que por seis vezes se sagrou campeã do mundo de todo-o-terreno.

Páginas