Está aqui

Porco Alentejano

Varanegra de Porco Alentejano quer reduzir "dependência" nacional do presunto espanhol

O Presunto Varanegra de Porco Alentejano, duplicou as suas vendas depois de se mostrar à Europa no concurso internacional me Frankfurt, segundo a empresa SEL, de Estremoz.

O Presunto Varanegra conta com 8 medalhas de ouro, 3 delas internacionais desde do início da sua produção em 2016, lembra a empresa, que adianta estar "empenhada em produzir o melhor presunto de Porco Alentejano (batizado em Espanha como Porco Ibérico 100%)" 

Todo o encanto alentejano na Feira do Garvão

A edição 2019 da Feira de Garvão está aqui à porta e contará com todo o encanto e genuinidade alentejana.

De 10 a 12 de maio, a localidade de Garvão, em Ourique, vai receber mais uma edição desta exposição agropecuária onde não faltam animações musicais e culturais e a aliança à tradição alentejana.

Reguengos de Monsaraz entra em mercado de 73 milhões de chineses

Na primeira remessa de carne de porco alentejano para a China, a partir de Reguengos de Monsaraz, o Ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos diz que “é um passo importantíssimo para o setor”.

A nova rota do Porco Alentejano

O porco Alentejano já tem uma rota definida no Alentejo e com objetivos promocionais turísticos quer do porco, quer da região em geral, valorizando o mundo rural, a autenticidade e o montado.

O montado alentejano é um ecossistema único e propício ao desenvolvimento com qualidade do Porco Alentejano.

A rota é uma iniciativa da Associação de Criadores do Porco Alentejano (ACPA), que, além do referido, pretende ainda dar a conhecer o seu modo de produção e a gastronomia associada ao porco alentejano e os seus produtos qualificados DOP e IGP.

JÁ PODE COLOCAR O PORCO ALENTEJANO NA AGENDA DE 2018

A edição 2018 - a décima segunda - da Feira do Porco Alentejano, em Ourique, já está marcada e vai decorrer de 23 a 25 de março.

Organizado pela autarquia e pela ACAP - Associação de Criadores de Porco Alentejano, o certame é uma marca do Mundo Rural e da tradição alentejana e tem reunido, anualmente, milhares de pessoas entre especialistas, promotores ou simples visitantes por lazer ou atraídos pela gastronomia.

CAPITAL DO PORCO ALENTEJANO COM A MAIOR MOSTRA DO MUNDO RURAL

A Vila de Ourique, no Baixo Alentejo, já entrou em contagem decrescente para a XI edição da Feira do Porco Alentejano, uma iniciativa da autarquia e da Associação de Criadores do Porco Alentejano. A iniciativa tem sido umas das âncoras do cluster do Porco Alentejano, que correu sério risco de extinção e levou os decisores locais a salvaguardar a sua cultura.

Não é por acaso que Ourique é a "capital" do porco alentejano. Desde então a a fileira desenvolveu-se e recuperou a importância daquela indústria para a economia regional.

PRESUNTO E ENCHIDOS VÃO LEVAR MILHARES A BARRANCOS

A expoBARRANCOS 2017 – Feira do Presunto e dos Enchidos de Barrancos, no Baixo Alentejo, volta a fazer a gala habitual dos chouriços de Barrancos, dos paios, do salsichão, das morcilhas, do palaio e do presunto de porco preto. Os processos de cura são tradicionais e o porco preto, criado em montado, é a base de todas as iguarias, que atraem milhares de visitantes aquela região da Raia.

A iniciativa decorre de 7 a 9 de abril e conta este ano com cerca de 80 espaços de venda e exposição. 

OURIQUE É CAPITAL DO PORCO ALENTEJANO E DEDICA-LHE 4 DIAS DE FEIRA

A Câmara Municipal de Ourique já definiu os dias 23, 24, 25 e 26 de março de 2017 para a realização da XXI edição da Feira do Porco Alentejano. São 4 dias de um evento com provas dadas e que ajudou a proteger a raça de porco alentejano, valorizando-o e dinamizando a economia em torno desta fileira.

Gastronomia, animação musical, lazer e a divulgação do melhor do Mundo Rural é o que a Feira tem para oferecer aos visitantes, conjugando as tradições locais com abordagens inovadoras.

Imagem de capa do Vida Rural.

OURIQUE SALVOU O PORCO ALENTEJANO

O risco de extinção foi real e a preocupação que gerou no concelho de Ourique levou os decisores locais a salvaguardar a cultura do porco alentejano. Como? Fazendo de Ourique a "capital" do porco alentejano e desenvolvendo toda a fileira em torno deste animal único.

A estratégia foi lançada por Pedro do Carmo, então presidente da Câmara de Ourique (2005-2015) e hoje deputado na Assembleia da República.

1M € PARA ESTUDAR O PORCO ALENTEJANO

Foi aprovado, no âmbito do Financiamento Comunitário consagrado no PDR2020, um projeto do ACEPA - Agrupamento Complementar de Empresas do Porco Alentejano, no valor de 1,1 milhões de euros para estudar o melhoramento genético da raça de porco alentejana.

Este projeto – com a duração de 3 anos - é a continuação do trabalho de seleção e conservação da raça de porco alentejana que ACEPA tem realizado ao abrigo do Programa de Conservação e Melhoramento de Porco de Raça Alentejana.

 

Páginas