Está aqui

Património

NOVA SALA ABRE NO PALÁCIO DE VILA VIÇOSA

Hoje, 30 de junho, é dia importante para o património de Vila Viçosa que inaugura uma nova sala aberta ao público no Paço Ducal de Vila Viçosa, a Sala Dona Luísa de Gusmão.

Momentos antes, no Castelo de Vila Viçosa, pelas 17 horas, será inaugurada a exposição sobre a “Capela de Nossa Senhora dos Remédios”.

Ainda no palácio calipolense, decorrerá a apresentação da obra Museu-Biblioteca da Casa de Bragança: "De Paço a Museu, de Maria de Jesus Monge" e, às 21 horas, na Capela, haverá um concerto com fagote e trio de cordas.

ELVAS: NASCE O CENTRO DE ATENDIMENTO AO TURISTA

Após um investimento de 144 mil euros, a cidade raiana de Elvas terá um centro de atendimento ao turista, moderno e equipado para responder às novas exigências do turismo, assegura a Câmara Municipal de Elvas.

O investimento corresponde às obras de requalificação na Parada do Castelo e têm como objetivo dotar a cidade Elvas de um posto de atendimento ao turista no ponto mais alto da cidade.

A obra tem um prazo de execução de 120 dias.

 

Imagem de vamosaqui.pt

ELVAS RECUPERA MAIS UM TESTEMUNHO DA ARQUITETURA MILITAR

A famosa “Casa dos Fornos”, em Elvas, mais um importante testemunho da arquitetura militar portuguesa encontra-se a ser requalificado pela Câmara Municipal de Elvas.

O investimento da reabilitação ronda os 272 mil euros e tem por objetivo a conservação do edifício que virá a receber as reservas do Museu de Arte Contemporânea de Elvas.

BRUXELAS CHUMBA GUARDIÕES DA RAIA

Bruxelas chumbou um projeto que pretendia a recuperação de património em Elvas, Campo Maior e Badajoz

Batizado de "Guardiões da Raia", este projeto previa 17 recuperações/reconstituições de fortificações, nas três cidades, num total de 6,5 milhões de euros.

 

 

Imagem de wikimedia.org

MURALHAS MEDIEVAIS DE MONSARAZ REQUALIFICADAS

Foi com uma candidatura ao programa operacional Alentejo 2020 que se tornou possível a requalificação de uma parte das muralhas de Monsaraz e para a reabilitação do Caminho da Barbacã. O investimento a realizar será de 1,36 milhões de euros, comparticipado a 75 por cento pelo FEDER.

Este investimento vai permitir finalizar a recuperação estrutural das muralhas da vila medieval e criar um percurso pedestre no interior e no exterior do castelo, junto à Barbacã, com ligação ao recente Centro Interativo da História Judaica em Monsaraz.

FORTALEZA DE JUROMENHA ABANDONADA PELO GOVERNO

Em 2016 foi apresentado o Revive, programa lançado pelo Governo para recuperar e valorizar património histórico através do turismo. O Estado tem como objetivo integrar no Programa Revive um conjunto de edifícios, entre mosteiros, fortes, antigos quartéis ou conventos que, sem utilização, que têm sido condenados ao abandono e alguns estão em estado de ruína. A recuperação dos edifícios será feira por privados, através de concessões, estimando-se um valor de cinco milhões por edifício, com um valor final de cerca de 150 milhões de euros.

EDIFÍCIOS HISTÓRICOS DO NORTE ALENTEJANO VÃO REVIVER

O pontapé de saída foi dado pelo deputado socialista pelo círculo de Portalegre, Luís Moreira Testa – em final de outubro - que queria ver o Convento de S. Francisco, um importante património da cidade de Portalegre, recuperado e valorizado ao abrigo do projeto “Revive” de modo a que se transforme num ativo económico, a par da igreja de S. Francisco e da Fábrica Robinson.

Esta semana, o Governo deu continuidade a este pedido, sendo o convento de S. Francisco um dos 30 edifícios incluídos neste programa onde o distrito de Portalegre é o distrito mais representado.

PAÇO DOS HENRIQUES CONCENTRA ATENÇÕES

Dia 4, domingo, o célebre Paço dos Henriques, em Alcáçovas, concelho de Viana do Alentejo (Évora) – local onde foi assinado o Tratado das Alcáçovas, em 1479, e que terá sido o primeiro passo para a globalização, uma vez que originou a expansão portuguesa -  receberá a cerimónia de inauguração da obra de requalificação e reutilização de que foi alvo este imóvel de interesse público desde 1993.

MURALHAS DE MONSARAZ REQUALIFICADAS

Já foi entregue a candidatura do Município de Reguengos de Monsaraz (Évora) ao programa de financiamento comunitário Alentejo 2020 e que pretende a requalificação e recuperação estrutural de parte das muralhas da vila medieval de Monsaraz e também a reabilitação do Caminho da Barbacã - um percurso pedestre, junto do muro anteposto às muralhas e que era a primeira defesa da vila medieval.

IA SER NOVO HOTEL NO ALENTEJO E ARDEU

O Alentejo ia poder contar com um novo hotel. Tratava-se da requalificação do Convento de São Paulo, em Elvas (Portalegre) e que iria ser transformado numa unidade hoteleira, sendo o primeiro de 30 edifícios públicos que o Governo Português irá concessionar a privados, ao abrigo do Programa de Valorização do Património.

Páginas