Está aqui

Póvoa e Meadas

Alentejo: a norte a água ainda não chega, a sul já se desperdiça

As chuvas que cobrem o Alentejo há pelo menos duas semanas parecem ter vindo aliviar a ansiedade de muitos, particularmente agricultores, criadores de gado, autarcas e mesmo a generalidade da população que em muitas zonas do Alentejo lidou recentemente com quebras no fornecimento de água canalizada, apesar da Barragem de Alqueva ter impedido problemas muito maiores, ao bombear água para várias barragens menores.