Está aqui

ONU

76 anos de ONU - “a todos, em todo o lado, que se unam”

“Nós, os povos das Nações Unidas” é a frase que dá que há 75 anos o mundo se modificava para sempre quando a 25 de abril de 1945, representantes de 51 países, reunidos em São Francisco, nos Estados Unidos, realizaram uma conferência que mudaria aquilo que era o mundo até então.

Carta aberta às mulheres afegãs

É demasiado grande o embaraço e o desconsolo de um ocidental, quando olha para aquilo que vos está, novamente, a acontecer.

Alentejo será a zona mais afetada pelas alterações climáticas

A ONU apresentou, na passada segunda-feira, o aviso mais severo de sempre da comunidade científica mundial sobre os efeitos das emissões de gases de estufa e consequentes alterações climáticas.

O relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês) aponta o Mediterrâneo, incluindo Portugal, como uma das regiões mais vulneráveis do mundo às alterações climáticas. O Alentejo poderá ser a região mais afetada.

Reguengos de Monsaraz recebe conferência de vinhos e turismo da ONU

A 5.ª edição da Conferência sobre Vinhos e Turismo vai decorrer em Reguengos de Monsaraz, a 9 e 10 de setembro, numa iniciativa da Organização Mundial do Turismo (OMT) e do Governo português, adianta a Lusa.

“O foco da conferência será na contribuição do enoturismo para o desenvolvimento rural e para a integração social e económica”, lê-se num comunicado publicado na página da Organização das Nações Unidas (ONU) na Internet.

75 anos de Nações Unidas

Com a frase “Nós, os povos das Nações Unidas”, há 75 anos, o mundo modificava-se para sempre. A 25 de abril de 1945, representantes de 50 países, reunidos em São Francisco, nos Estados Unidos, realizaram uma conferência que mudaria aquilo que era o mundo até então.

Sim, o nosso pulmão está a arder

Nas últimas três semanas a Amazónia esteve a arder. Curiosamente, apenas duas semanas após o início dos incêndios todo o Mundo teve conhecimento dos mesmos, podendo começar a procurar responsabilidades.

A principal causa apontada é a desflorestação que aumento cerca de 200 por cento desde o início do mandato de Bolsonaro.

Nas primeiras intervenções públicas que fez logo após os incêndios, Bolsonaro deu a conhecer o seu plano de construir duas barragens nos terrenos da Amazónia o que só por si revela a sua preocupação com o que tem estado a acontecer.

As alterações climáticas já não se evitam...

Durante muitos anos, com particular incidência nos últimos dez, ouvimos falar que as Alterações Climáticas iriam mudar, substancialmente, a nossa forma de vida, condicionando a atividade económica com as limitações impostas por uma inevitabilidade que será sentida, não daqui 40 ou 50 anos, mas a breve trecho, de forma efetiva (e da qual já temos sinais no presente).

Beja pergunta: “O que é a felicidade?”

É de Beja que surge a pergunta “O que é a felicidade?” - na cidade sul alentejana, na Biblioteca Municipal, até ao dia 20 deste mês, está patente a exposição: “O que é a felicidade?”.

Esta mostra recorda a procura da felicidade como “um objetivo humano fundamental”.

ALENTEJO GANHA POSIÇÃO NA ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE TURISMO

O Alentejo vai passar a integrar a Rede Internacional de Observatórios de Turismo da Organização Mundial de Turismo (OMT), através do Observatório de Turismo Sustentável do Alentejo. O anúncio foi feito hoje pelo secretário-geral da OMT, Zurab Pololikashvili, que se encontra em visita oficial a Reguengos de Monsaraz.

A Organização Mundial do Turismo é uma agência especializada das Nações Unidas e a principal entidade internacional na área do turismo.

SO IT BEGINS

Esta semana Donald Trump, ao que parece com aviso prévio às forças armadas russas, ordenou um ataque contra uma base Síria.

Usou dois argumentos. O primeiro já anteriormente conhecido em outras guerras. O da existência de armas químicas na base que foi atacada. O segundo um pouco mais inusitado para uma figura como Donald Trump.

O Presidente dos EUA veio justificar o ataque com o facto de ter sido confrontado com as fotografias das crianças que foram mortas pelo ataque sírio com recurso a armas químicas.

Páginas