Está aqui

Nelson Brito

Em breve vai poder sentir-se mineiro em Aljustrel

Em breve o leitor vai poder sentir-se um mineiro em Aljustrel: vai nascer um Parque Mineiro e irá permitir visitas a uma galeria subterrânea de uma das minas alentejanas.

A mina e a sua envolvente é figura intrínseca do ADN e identidade aljustralense e este legado será preservado e valorizado no futuro Parque Mineiro e que englobará percursos, pontos de interesse e, a já referida, possibilidade de visita à galeria subterrânea de uma mina conhecida como Poço 30.

A variante em Aljustrel será construída - garantia do Governo

O ainda ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques – será cabeça de lista do PS nas próximas eleições europeias – garantiu esta semana que a construção da variante rodoviária em Aljustrel será uma realidade e que irá constar o Programa Nacional de Investimentos 2030.

Este anúncio foi feito em Beja, durante uma união com os autarcas do distrito, na sede da Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL) e deixou o autarca Nelson Brito muito satisfeito.

Mineira sueca vai investir 1,5 milhões em Aljustrel

A Epiroc, uma empresa mineira sueca ligada à também sueca Atlas Copco, que produz equipamento de mineração, já celebrou um contrato de compra e venda de um lote industrial em Aljustrel, para aí construir uma unidade industrial, numa área de 10 mil m2, para trabalhar com as minas da Almina e Somincor.

Segundo Nelson Brito, presidente daquele município alentejano, o investimento da Epiroc na "vila mineira" pode ascender a 1,5 milhão de Euros e prevê fixar e criar aproximadamente 60 novos postos de trabalho nas áreas da mecânica e manutenção industrial para o sector mineiro.

Nelson Brito reivindica devolução de Tábuas de Vipasca a Aljustrel

As Tábuas de Vipasca, compostas por mais do que uma placa, em bronze com inscrição jurídica em latim, denominada "Lex Metallis dicta", estão a ser reclamadas pelo município de Aljustrel, após ter reavido uma estela funerária da Idade do Bronze, detida indevidamente por um arqueólogo a quem o Estado intentou uma ação judicial e venceu, entregue à guarda do Museu Municipal de Ajustrel..

Aljustrel recupera Estela com 4 mil anos

A estela funerária da Idade do Bronze, detida indevidamente por um arqueólogo a quem o Estado intentou uma ação judicial e venceu, já foi entregue à guarda do Museu Municipal de Ajustrel e vai ser apresentada publicamente no dia 10 de janeiro de 2019, pelas 18h30, com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Aljustrel, da Diretora Regional de Cultura do Alentejo e do responsável pelo achado.

Aljustrel vê nascer fábrica de “cannabis” medicinal

Aljustrel vê nascer fábrica de “cannabis” medicinal, investimento da empresa RPK Biopharma, ligada ao grupo internacional Holigen.

A unidade de produção de cannabis medicinal vai avançar na freguesia de São João de Negrilhos, concelho de Aljustrel, e as obras terão início no primeiro semestre de 2019, num investimento total a rondar os 40 milhões de euros.

Em simultâneo, a empresa encontra-se a fazer o licenciamento junto do Infarmed e, depois de construído o edifício será a mesma entidade a dar luz verde ao início da produção.

Aljustrel avança com providência cautelar contra fecho dos CTT

A Câmara Municipal de Aljustrel avançou com uma providência cautelar contra o encerramento da estação dos CTT.

Desde a semana passada que na vila mineira alentejana o serviço local de atendimento dos Correios passou a posto de correio com gestão privada e a autarquia procura reverter o processo com interposição desta medida em Tribunal.

Mina de Aljustrel lança medidas para minimizar poeiras escuras

A empresa proprietária das Minas de Aljustrel, a Almina - Minas do Alentejo, empresa mineira de capitais portugueses detida pelo grupo I’M Minning, está a implementar medidas ambientais que minimizem a dispersão de poeiras na região. A iniciativa acontece depois do poder político local ter iniciado um debate em torno da qualidade do ar em Aljustrel.

Aljustrel exigiu variante ao Governo

O presidente da Câmara de Aljustrel, Nelson Brito, fez saber junto do secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme W. Oliveira Martins Governo, que Aljustrel quer a construção da circular à vila.

Esta necessidade da vila alentejana está identificada como prioritária, pela autarquia, há décadas e Nelson Brito apresentou ao Governo um projeto para a construção da circular e que será analisado em nova reunião, a ter lugar em setembro, com a intenção de que esta obra venha a integrar o Programa Nacional de Investimentos.

Aljustrel candidata-se a 1,2 milhões para Centro de Negócios

O município de Aljustrel, espera ver aprovada uma candidatura ao  Alentejo 2020 no valor de cerca de 1,2 milhões de euros para construir um Centro de Negócios naquela vila alentejana, com pouco mais de 9 mil habitantes. O projeto prevê a reconfiguração do antigo Matadouro Municipal e pretende "contribuir para a diversificação e competitividade do tecido empresarial, estimulando a inovação e o espírito empreendedor no concelho de Aljustrel".

Páginas