Está aqui

Negócios

Tecido empresarial de Évora e esmagadoramente feito por micro empresas

As micro empresas representam 89,2% do tecido empresarial do distrito de Évora, são responsáveis por 25% do volume de negócios e empregam 47% da força de trabalho.

No total, as micro, pequenas e médias empresas (PME) constituem 99,9% do tecido empresarial do distrito, são responsáveis por 93% das vendas e serviços e empregam 96% do total de recursos humanos – mais de 21 mil colaboradores. A indústria transformadora é, simultaneamente, a que movimenta mais dinheiro e emprega mais pessoas.

Évora recordista na criação de novas empresas

Segundo um relatório da Iberinform, a mutinacional de créditos e seguros, o espírito empreender nacional está em alta já que a abertura de novas empresas no primeiro mês de 2019 teve um impulso de 19,8% face ao período homólogo de 2018. “O ano arrancou com 6.333 novas empresas constituídas versus 5.288 em janeiro do ano passado” refere aquela analista.

Desligar ou não fora do trabalho? Na Corticeira Amorim desliga-se totalmente

Embora as mudanças no mundo laboral ocorram a um ritmo muito acelerado e as relações laborais tenham cada vez menos semelhanças com as do século passado, nem tudo são más notícias no que toca aos direitos laborais e ao direito ainda não generalizado de se poder desligar telefones, mails, etc, depois do horário de trabalho, ou no período de férias.

UM ALENTEJO EXPORTADOR "REQUER MUITA PERSISTÊNCIA"

O Núcleo Empresarial da Região de Portalegre (NERPOR) recebeu no início desetembro uma comitiva de representantes de empresas norte-americanas, suecas, marroquinas e alemãs para estabelecerem relações comerciais com empresas alentejanas.

A iniciativa foi feita no âmbito do projeto Alentejo Exportar Melhor que aproximar empresas estrangeiras e alentejanas, sobretudo no setor agro-alimentar, com o propósito de exportar para aqueles países produtos alentejanos.

COWORKING

Há dias tive conhecimento de um conceito que começou a ser implementado em Portugal com resultados positivos.

Trata-se do conceito de “coworking” que designa uma nova forma de trabalho multidisciplinar. Numa mesma sala encontram-se profissionais de várias áreas que, por um custo mensal ali podem desenvolver a sua actividade profissional e levar a cabo os seus projectos.

Ao mesmo tempo que desenvolvem a sua actividade, estes profissionais podem fazer contactos com profissionais fora da sua área de conhecimento mas que os possam auxiliar nos seus planos e necessidades.

AZEITE DE MOURA SOMA E SEGUE

Os azeites alentejanos da Cooperativa Agrícola de Moura e Barrancos continuam a recolher prémios e distinções, tendo ganho agora a medalha de ouro, na categoria ‘Denominação de Origem Protegida Azeite de Moura’ do Concurso Nacional de Azeites de Portugal 2017 e o Azeite Virgem Extra Premium recebeu o título de Finalista, na categoria ‘Frutado Maduro’ do Concurso Mario Solinas - Portugal 2017.

HOMENS (E MULHERES) DE NEGÓCIOS

Esta semana tive a oportunidade de rever o filme “The Company Men”, baseado na história de vários funcionários de uma grande empresa, que são forçados a reorganizar as suas vidas após uma “restruturação financeira” levada a cabo pela sua entidade patronal que os forçou a sair de um dia para o outro.

Habituados a vencimentos e prémios confortáveis, de um momento para o outro estes homens viram-se forçados a colocar as suas vidas na empresa em duas caixas e a partir para outra aventura, sem qualquer justificação plausível para o sucedido.

EXPORTAÇÕES DE VINHO ALENTEJANO EM QUEDA

Angola e Brasil foram até ao ano passado os dois melhores mercados de vinhos do Alentejo mas a crise económica em que vivem os dois países provocou quebras nas vendas com grande impacto para a região.

BIXUS MADE IN ALENTEJO

Chama-se Susana Cunha, é natural do Porto, viveu vários anos em Coimbra e vive em Évora há 23. Em 2006 criou a Bixus. E não só, com o objetivo de angariar fundos para esterilizar os animais da Associação Cantinho dos Animais de Évora, que preside desde 2013. Porta-chaves, individuais, bases para copos, carteiras... são apenas alguns dos produtos coloridos que, inspirada na temática animal, Susana cria.

AS OVELHAS FORAM À FEIRA

Este sábado, no Parque de Exposição de Animais de Arronches (Portalegre), estiveram presentes centenas de ovinos da raça P3 e Ile-de-France que se apresentaram no II Concurso de Ovinos da Feira das Atividades Económicas.

O certame pretende divulgar a raça, motivar os criadores a continuar com a atividade, fomentar o convívio e realizar trocas comerciais e realizou-se pelo segundo ano, tendo premiado os melhores exemplares das raças P3 e Ile-de-France presentes.

Páginas