Está aqui

Nazismo

Onde é que vocês estavam em 2019?

Em 1933, o recém-empossado regime Nazi organizou um boicote nacional às lojas detidas por judeus, bem como aos seus gabinetes de médicos e de advogados. A Estrela de David, pintada de amarelo e negro, foi usada para identificar os estabelecimentos, juntamente com frases como “Não compre aos judeus” ou “Os judeus são a nossa desgraça”.

Desembarque da Normandia foi há 75 anos. E marcou os dias do fim de Hitler

Conhecido como dia D, o dia do Desembarque da Normandia, a expressão significa o dia da decisão, o dia de início de uma operação militar de combate e foi usada pela primeira vez na Primeira Grande Guerra, pelos americanos. Hoje em dia, a expressão vulgarizou-se de tal modo que é utilizada de modo geral por toda a sociedade para enunciar um dia em alguma coisa se desenvolverá ou acontecerá.

Faz 73 anos que terminou a Segunda Guerra Mundial

Hitler, Nacional Socialismo ou nazismo e Holocausto. Poucas palavras cunharam de forma tão violenta o século XX. E as consequências delas deixaram um rasto tão grande que o tempo que decorre entre a mais global das guerras e o tempo presente não parece assim tão longo. Apesar dos 73 anos que faz o fim da Segunda Guerra Mundial, com a capitulação do Japão, a 15 de agosto de 1945.

HOJE CHORA-SE O HOLOCAUSTO DA ALEMANHA NAZI

O Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto tem o seu lugar a 27 janeiro.

Este dia não celebra um dos momentos mais hediondos da história da Humanidade, procura sim relembrar os milhões de vítimas provocadas pelo genocídio da Alemanha nazi sobre os judeus, ciganos, homossexuais, entre outros, e que ocorreu durante a II Guerra Mundial.

O dia 27 de janeiro de 1945 foi o dia em que o principal campo de concentração nazi, Auschwitz (a sul da Polónia) foi libertado pelas tropas da União Soviética.

ESTÉTICA

Francamente, o desfile é sofisticado. Os manifestantes usam uniformes limpos e nítidos. E sustentam as suas bandeiras bem alto. Esculturas enormes de cavalos e homens pairam sobre a procissão.

Sãos as filmagens do Dia da Arte em 1939. Uma marcha que celebra a estética nazi.

“O Governo, cuja metade é composta de homens que já aspiraram servir as artes, têm absoluta noção do papel do artista enquanto intermediário”, diz o narrador, citando o famoso autor nazi, o letrado Hans-Friedrich Blunk.