Está aqui

Mulheres

Homenagem às Mulheres Alentejanas

Há poucos dias comemorámos os 110 anos do Dia da Mulher. Para quem não sabe, esta data surgiu pela primeira vez a 19 de março de 1911 na Áustria, Dinamarca, Alemanha e Suíça. A mudança para 8 de março deveu-se ao dia em que as Mulheres russas protestaram exigindo melhores condições de vida. A manifestação reuniu mais de 90 mil pessoas e a data tornou-se oficial em 1917.

Desde esse tempo, o dia tem vindo a ser comemorado em vários países do mundo, de forma a reconhecer a importância e contributo da Mulher na sociedade.

Quando as mulheres eram esquecidas

De 22 a 24 de abril, em Évora, decorrerá o Congresso Internacional | "Um Reino de Mulheres: Expressões literárias, culturais e artísticas nas instituições monástico-conventuais femininas", o congresso que recorda a multidão de mulheres importantes que fizeram História e que foram vítimas do esquecimento.

Foram muitas as mulheres que, nas expressões literárias, culturais e artísticas nas instituições monástico-conventuais femininas fizeram história e foram esquecidas; serão recordados pela Universidade de Évora a 22, 23 e 24 de abril de 2019.

Um longo caminho ainda por fazer

Assinalou-se ontem o dia internacional para a eliminação da violência contra as mulheres.

Numa semana em que saíram estudos relevantes nesta área, deve ser aproveitada de vez a oportunidade na criação deste dia para se criarem medidas de combate efectivas.

Ainda esta semana se alertou para a necessidade de um maior rigor na aplicação das medidas de coação nos crimes de violência doméstica.

ARTE CONTRA A VIOLÊNCIA

Foi inaugurada, para marcar o Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, na passada semana a exposição “Do Silenciamento à Reação”, uma exposição que surge por parte de jovens que usam a arte como arma contra a violência sobre as mulheres.