Está aqui

Ministra da Cultura

Ministra da Cultura visitou entidades artísticas em Beja esta sexta-feira

A ministra da Cultura, Graça Fonseca, vai estar hoje, sexta-feira, em Beja para visitar o Museu Regional Rainha D. Leonor, onde assistirá à apresentação pública do projeto “Futurama”, da BOCA Associação.

A visita tem início às 15h30, sendo o Futurama “um projeto cultural e artístico que vai arrancar no Baixo Alentejo e que se vai desenvolver, em simultâneo, nos quatro municípios [Beja, Castro Verde, Serpa e Mértola] e com o mesmo programa de atividades”, explica John Romão à Rádio Pax, diretor artístico do Futurama.

Centro de Artes de Portalegre reabre com “Morte de um caixeiro-viajante”

O Centro de Artes e do Espetáculo de Portalegre (CAEP) vai reabrir com a apresentação da peça “Morte de um caixeiro-viajante”, de Arthur Miller, após o seu encerramento devido à pandemia de covid-19.

A informação foi adiantada na página oficial de Facebook do CAEP. A peça, que conta com a encenação de Jorge Silva Melo, sobe ao palco na sexta-feira, pelas 19h00. Além disso, de acordo com o Jornal Alto Alentejo, a ministra da Cultura, Graça Fonseca, vai marcar presença, segundo o anúncio da presidente da autarquia em reunião de câmara, Adelaide Teixeira.

Ministras pelo Alentejo este fim-de-semana

Este fim-de-semana, a Ministra da Cultura, Graça Fonseca, vai estar de visita a Évora e Elvas.

Em Évora, no sábado, pelas 18h30, Graça Fonseca vai estar na inauguração da primeira exposição em Portugal da artista nova iorquina Deanna Sirlin, “Strata”, e que estará patente no Centro de Arte e Cultura da Fundação Eugénio de Almeida, em Évora.

No domingo, dia 7, Graça Fonseca, estará em Elvas, onde, pelas 10h45, visitará a obra do Museu de Arqueologia e Etnografia.

Montemor-o-Novo: Ministra anuncia obras no Convento da Saudação

As obras de recuperação do Convento de Nossa Senhora da Saudação, em Montemor-o-Novo, deverão começar em janeiro, assegurou a Ministra da Cultura, Graça Fonseca.

Após o teto deste edifício, que é Monumento Nacional - e sob a tutela da Direcção-Geral do Tesouro e Finanças - ter ruído parcialmente devido às intempéries meteorológicas, a ministra revelou que, em conjunto com a autarquia, existe já um plano para escoar e manter o edifício e que tardará cerca de 12 meses, sendo que depois será realizada uma intervenção de reabilitação geral.