Está aqui

Mina Neves-Corvo

Minas de Castro Verde com lucros de 110,6 milhões de euros

A empresa que explora as Minas Neves-Corvo, em Castro Verde apresentou resultado liquido positivo em 2017, no valor de 110,6 milhões, quase o dobro do resultado apresentado no exercício de 2016 e que se ficou nos 66,7 milhões de euros.

Segundo João Loja, diretor financeiro da Somimcor, estes valores não resultam de qualquer aumento na produção, que "foi bastante abaixo do previsto" mas do aumento dos preços do minério nos mercados internacionais, como avança ao Correio do Alentejo.

MINEIROS DE CASTRO VERDE FAZEM ULTIMATO À SOMINCOR

Os trabalhadores da Mina Neves-Corvo, da Somincor, em Castro Verde, preparam-se para mais 3 dias de greve, se a administração da empresa não der resposta às suas reivindicações.

A decisão é resultado de quatro plenários organizados pelo Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira (STIM), que fez um ultimato à administração da Somincor, dando-lhe até dia 5 de março para responder positivamente às suas exigências. Segundo aquele sindicato e na ausência de acordo, os trabalhadores avançarão para uma nova greve a 5, 7 e 9 de março.

SOMINCOR TRAVA INVESTIMENTO DE 260 MILHÕES DE EUROS NO BAIXO ALENTEJO

A SOMINCOR que explora a mina Neves-Corvo em Castro Verde, no Baixo Alentejo vai adiar para data incerta o investimento de 260 milhões de euros no Projeto de Expansão do Zinco sustentando a sua decisão nas "perturbações laborais ocorridas no último trimestre de 2017 e a possibilidade de ocorrência de novas greves no primeiro trimestre de 2018".