Está aqui

Matemática

Através de fantasias duradouras

O habitante no espelho permanece teimosamente mudo.

Vejo algo no seu rosto, apenas uma ruga de sobrancelha ou do lábio inferior, que tem um sabor irónico, quase divertido. Quanto à natureza do meu hóspede, como já escrevi várias vezes, estou cada vez mais inseguro, mas não tenho dúvidas quanto à sua presença real e à sua atenção constante para mim.

Medidas (de distanciamento) sem fitas

Como amplamente divulgado pelas autoridades, as medidas de distanciamento são das mais efetivas na redução da transmissão da COVID-19.  A recomendação da DGS indica que se deve manter uma distância de pelo menos 2 metros das outras pessoas, contudo, o que se vem observando, um pouco por todo o lado, é o desrespeito desta recomendação. Alguns, mesmo que queiram, não podem cumprir e são obrigados a permanecer, horas a fio, a menos de 2 metros de outros, como se verifica, por exemplo, nas salas de aula.

À volta da Terra - Um desafio matemático

Imagine uma corda suficientemente longa para rodear o planeta Terra pelo equador.

Se essa corda fosse 1 metro mais longa e se distribuísse o excesso, uniformemente, por todo o perímetro da Terra, a que distância ficaria a corda da superfície do planeta?

 

Covid e medidas com sentido

A ameaça por COVID-19 que o mundo enfrenta, e que se tornou realidade em Portugal no início do mês de Março, tem feito parte do quotidiano e tem dominado notícias e conversas. De um momento para o outro, passámos a ouvir expressões como crescimento exponencial, curvas de crescimento, ponto de inflexão, modelos SIR e muitas outras expressões de cariz matemático. Para a grande maioria das pessoas, estas expressões pouco dizem e pouco importam e as atenções viram-se para o número diário de novos infectados e a percentagem de variação face ao dia anterior.

Paixão virtual - um desafio matemático

Que o mundo da internet e das redes sociais permite que muitos façam transparecer uma vida alternativa, que pouco tem em comum com a sua vida real, já não é novidade para ninguém. Mas, por incrível que pareça, este fenómeno tem reflexos semelhantes na tão odiada Matemática, permitindo que muitos daqueles que no mundo real abominam a Matemática, quando escudados pelo ecrã do computador ou smartphone, se transformem em verdadeiros apaixonados pela Matemática.

Aceita o desafio de Páscoa de Carla Santos?

Numere os ovos de 1 a 7 de forma a que a soma dos três ovos em cada linha seja igual.

 

Solução:

He gmjve hi Géwev à qáuymre Irmkqe - a cifra de César

Por volta de 60 a.C. Júlio César comunicava, com os seus generais, através de mensagens codificadas com recurso a uma cifra de substituição simples.

As cifras de substituição simples são os mais antigos e elementares métodos de criptografia (codificação de informação). Têm como base uma chave, que consiste numa regra de associação de caracteres/símbolos de um conjunto pré-determinado (alfabeto de cifra), através da qual se substitui cada caracter/símbolo da mensagem a transmitir pelo seu correspondente da chave.

Um desafio de Natal

Carla Santos lança o desafio: qual o valor das bolas amarelas?
Aceita?

Matemática de susto

Na imagem está representada uma adição de três parcelas iguais. A cada figura corresponde um algarismo de 0 a 9, sendo que a mesma figura representa sempre o mesmo algarismo e figuras diferentes representam algarismos diferentes.

Qual é o resultado desta adição?

Lebombo, Ishango, Humanidade e Matemática

A origem do pensamento matemático remonta ao Paleolítico. Sendo este um período em que a vida do Homem assentava na economia recolectora e nomadismo, as exigências à capacidade intelectual do Homem eram reduzidas, crendo-se que o sentido de número dos homens do Paleolítico seria mais qualitativo que quantitativo.

Páginas