Está aqui

José Carlo Adão

Vestimenta

Hoje de manhã, a criança quando se levantou tinha já a roupa separada pela mãe e de parte para vestir. Eram 6 da manhã, mas era o horário do costume que tinha para se levantar, tomar banho e apanhar a carrinha para ir para outro lugar.

O espaço entre o tudo e o nada

Definimos o vazio como a ausência de matéria. Onde ele existe não há mais nada. Pode ser uma sensação, pode ser um espaço físico. Poderá até ser muito mais, dependendo da nossa imaginação. O vazio não tem nada, o que faz dele passível espaço onde alguma coisa se pode instalar.

Tudo é o absoluto. Define o completo e o complexo. Nele a totalidade é suma. Há, no tudo, absolutamente tudo. Ele pode definir-se por antítese ao nada.