Está aqui

Jogos Paralímpicos

NO ALENTEJO COM OS OLHOS POSTOS NOS PARALÍMPICOS DE TÓQUIO

Os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 ainda vêm longe, mas é lá que o paraciclista alentejano Flávio Pacheco mantém os olhos.

Natural de Ermidas-Sado, no concelho de Santiago do Cacém, Flávio Pacheco terminou a época desportiva sendo Campeão Nacional de fundo e Vencedor da Taça de Portugal e obtido um 2º lugar Verola Paracycling Cup (Itália), um 3º lugar Paracycling European Cup (República Checa) e um 4º lugar na Brixia Paracycling Cup (Itália).

ALENTEJANO DE BRONZE NOS PARALÍMPICOS RIO2016

Luís Gonçalves, natural de Alagoa, Portalegre, conseguiu apurar-se para a final dos 400 metros T12 (deficiência visual) nos Jogos Paralímpicos - que se realizam no Rio de Janeiro (Brasil) -  e ao chegar lá não deixou os seus créditos por mãos alheias e subiu ao terceiro lugar do pódio, com o tempo de 49,54 segundos.

O atleta do Sporting já nos Jogos paralímpicos de Pequim, em 2008, tinha ganho a prata.

O ano passado Luís, com 28 anos, foi mesmos o campeão mundial dos 400 metros T12, no Qatar.