Está aqui

Interior

Alentejo trabalha com Algarve para atrair investimento ao interior

As Comissões de Coordenação do Algarve e Alentejo estão a trabalhar em conjunto para preparar uma operação de atração de investimento às serras do Caldeirão, Monchique e zonas limítrofes de Odemira e Mértola.

Onde estão implementadas as medidas apresentadas há 3 anos atrás pelo ´´Movimento pelo Interior´´?

Precisamente há 3 anos atrás o Movimento pelo Interior (MPI) colocou os problemas destes territórios do interior na agenda política, dando início a um caminho que alguns dos seus representantes apelavam à "coragem política" para que fosse concretizado nas próximas legislaturas.

O respetivo relatório, foi apresentado em Lisboa, numa impressionante cerimónia que contou com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, com o primeiro-ministro, António Costa, e com o presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues.

Ministra garante que 4.720 pessoas já se mudaram para o interior

A ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, referiu nesta quinta-feira que 4.720 pessoas já se transferiram para o interior ao abrigo de programas do Governo, dizendo que são todos “bem-vindos”, adianta a agência Lusa.

Respondendo ao deputado e líder do Chega André Ventura, a ministra garantiu que “através do programa Trabalhar Interior conseguimos já captar 350 pessoas e, através do programa Regressar, 4.370 pessoas, ou seja, estamos a falar de 4.720 pessoas”.

Programa Bairros Saudáveis financia 27 projetos no Alentejo

O Programa Bairros Saudáveis vai financiar 246 projetos, dos quais 69 em territórios do interior e 27 no Alentejo, o que “praticamente esgota” a dotação disponível de 10 milhões de euros, anuncia a Lusa.

Deco revela que há menos postos de carregamento elétrico no interior

Um estudo da Deco, Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor, sobre mobilidade elétrica, revelou que há falta de postos de carregamento na rede pública e que as distâncias entre postos de carregamento continuam a ser demasiado longas, especialmente no interior do país.

Alentejo: 16M€ para diminuir o fosso digital entre áreas urbanas e rurais

Já está em curso em 4 localidades alentejanas o projeto que pretende para diminuir fosso digital entre áreas Urbanas e Rurais europeias.

Com um investimento de cerca de 16 milhões de euros, o “Auroral – Architecture for Unified Regional and Open digital ecosystems for Smart Communities and wider Rural Areas Large scale application” é liderado, a nível europeu, pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo – CCDR-A.

Ambição renovada para o interior

O ano de 2020 foi e continua a ser desafiante para todos nós, no justo esforço de nos mantermos unidos, solidários e otimistas para construirmos juntos uma nova normalidade nas nossas vidas.

Com o aproximar da quadra natalícia e de um novo ano, sinónimos de fé, alegria e esperança, devemos ser capazes de voltar a acreditar. De renovar esperanças. De sonhar com um futuro com mais oportunidades, mais desenvolvimento e maior justiça.

Interior do Alentejo encontra-se “cheio”, contrariando a sua tendência de verão

O interior do Alentejo, que costuma ter pouca gente no verão, este ano está “cheio” com os turistas nacionais que visitam a região, garantem os autarcas e responsáveis de entidades alentejanas à agência Lusa.

Devido à pandemia do novo coronavírus, “as pessoas acabaram por escolher zonas livres de covid-19 ou, pelo menos, em que os casos tenham sido poucos”, argumenta Francisco Ramos, presidente da Câmara Municipal de Estremoz, um dos poucos concelhos do distrito de Évora sem registo de “qualquer caso” da doença.

PSD defende pacto europeu para os territórios de baixa densidade

O Eurodeputado do PSD, Álvaro Amaro, dirigiu esta semana à Comissão Europeia uma pergunta escrita, subscrita pelos colegas do PSD, onde propõe a criação de um Pacto Europeu para os Territórios de baixa Densidade: “[a Comissão Europeia] não considera necessário, neste momento histórico, criar um novo Pacto Europeu que reconheça as especificidades dos territórios de baixa densidade, com uma dotação financeira específica?”

Portel auxilia 950 idosos

Através da medida social do “Cartão Municipal do Idoso” a autarquia de Portel concedeu apoio a 950 idosos.

Sofrendo - como a generalidade dos concelhos do interior – com o envelhecimento dos seus munícipes, a autarquia assume o apoio à terceira idade como um sector de atuação prioritário e vai apoiar os idosos com o valor de 100 € por beneficiário, este valor destina-se à pintura da sua habitação, uma medida que se destina a apoiar os idosos do concelho em situação económica mais desfavorável.

Páginas