Está aqui

Instituto Nacional da Propriedade Industrial

Produtores de capotes alentejanos acusados de violação de direitos

Os produtores de capotes, samarras e capas típicas do Alentejo têm sido surpreendidos com avisos do titular dos direitos de registo deste tipo de vestuário para pararem as vendas ou pagarem licença, por violação de direitos, adianta a Lusa.

Delfina Marques, da empresa Capote’s Emotion, de Évora, foi uma das empresárias a receber a carta registada, assinada pelo advogado António Pinto Alves, em representação do titular dos direitos de registo.

Vimieiro quer valorizar e registar “nógado” como marca

A proposta da Câmara Municipal de Arraiolos em valorizar um dos doces tradicionais de Vimieiro, “o Nógado”, e levá-lo ao registo de marca no INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial foi aprovada, revelou o município.

Em comunicado, a autarquia explica que, neste sentido, “juntam-se vontades para que a receita antiga transportada para os nossos dias, mercê do testemunho verbal das gerações mais idosas, possa ter uma identidade consubstanciada na criação duma marca nacional, condicente com a sua singularidade”.