Está aqui

ICNF

Universidade de Évora participa em estudo para avaliar morcegos em Portugal

A Universidade de Évora, juntamente com a Universidade do Porto e de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) e ainda em articulação com o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF), está a realizar um projeto para avaliar o estado de conservação dos morcegos em Portugal.

De acordo com a Lusa, a UTAD é quem lidera este consórcio, denominado “Chiroptera”, que irá avaliar o estado de conservação dos morcegos, no âmbito da revisão do Livro Vermelho dos Mamíferos de Portugal Continental.

Alentejo vê crescer número de casais reprodutores de águia-imperial-ibérica

O Alentejo é a região que concentra a maioria do número de casais reprodutores de águia-imperial-ibérica em Portugal, uma das aves de rapina mais ameaçadas da Europa.

De acordo com a direção regional do Alentejo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), citada pela Lusa, este número aumentou de 14 em 2019 para 21 este ano no Alentejo.

Beja é um dos distritos com mais área ardida em 2020

O distrito de Beja é um dos distritos com mais área ardida em Portugal.

Dados do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) referem que, até ao final do mês passado, no distrito alentejano arderam 2 735 hectares, sendo só ultrapassado por Castelo Branco, com 7 248 hectares; Vila Real, com 3 255 e Faro, com 2 906 hectares.

Estes são ainda dados provisórios, mas que aponta o incêndio de a 13 de julho, em Castro Verde, e que consumiu 2 382 hectares como a causa para o quarto lugar de Beja na tabela.

Beja é o quarto distrito com maior área ardida por incêndios rurais

Até 31 de julho, arderam 2735 hectares no distrito de Beja, de acordo com o relatório provisório de incêndios rurais publicado pelo ICNF - Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas.

De acordo com os dados do relatório, citados pela Rádio Pax, Beja está em quarto lugar na lista dos distritos que apresentam maior área ardida. Em primeiro lugar encontra-se Castelo Branco com 7248 hectares, em segundo Vila Real com 3255, e em terceiro, Faro com 2906 hectares.

Mais um Lince-ibérico encontrado morto em Mértola

Não está fácil a coexistência dos humanos com o Lince-Ibérico uma das espécies animais mais ameaçadas do mundo e que, através de um programa de protecção, está a ser reintroduzido no Vale do Guadiana. O Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) adianta que a fêmea de Lince-Ibérico, a Opala, foi encontrada morta no Parque Natural do Vale do Guadiana (PNVG), no concelho de Mértola.

Abate ilegal de mil azinheiras em Avis. ICNF prepara-se para multar proprietários

Na sequência das denúncias públicas de operações de abate ilegal de cerca de mil azinheiras na Herdade do Ramalho, em Avis, os serviços do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) deslocaram-se ao terreno, tendo constatado que "existiu, de facto, um corte de azinheiras/sobreiros sem a necessária autorização do ICNF, em área e número de árvores que está a ser contabilizada".