Está aqui

Hospital de Évora

Hospital de Évora: metade dos médicos ortopedistas demite-se

Quatro dos sete ortopedistas do hospital de Évora demitiram-se e vão deixar a unidade no final de julho, alegando descontentamento com as condições de trabalho e incompatibilidades com a direção do serviço.

A informação foi avançada por Armindo Ribeiro, secretário regional do Alentejo do Sindicato Independente dos Médicos (SIM), que, em declarações à Lusa, indicou que os clínicos descontentes já entregaram os pedidos de rescisão de contrato à administração do hospital.

Para quando o novo o Hospital em Évora?

A pergunta que se deve colocar novamente é: para quando o arranque das obras de construção do novo Hospital Central do Alentejo, em ÉVORA?

Já várias vezes foram anunciadas datas, todas elas foram claramente ultrapassadas, sem que nos tenham dado uma nova previsão. Penso que um esclarecimento não ficava nada mal ao Governo!

Há bem pouco tempo atrás tivemos a informação que seria necessário a elaboração de um Estudo de Impacto Ambiental (EIA). Quando questionei sobre a possibilidade de a obra avançar sem que o EIA estivesse elaborado, fui informado que era possível.

Hospital de Évora recebe médicos e enfermeiros do Luxemburgo

O Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), durante a próxima semana, vai começar a contar com dois médicos e dois enfermeiros do Luxemburgo, que vão reforçar a equipa dos cuidados intensivos covid-19.

Em declarações ao Jornal de Notícias, a presidente do Conselho de Administração do HESE, Maria Filomena Mendes, disse que “a equipa é muito bem-vinda. Demonstra uma grande solidariedade internacional para lutar contra esta pandemia que afeta todos e que temos de ultrapassar”.

Hospitais de Beja, Évora e Barreiro recusam acompanhantes no parto

Os hospitais de Beja, Évora e Barreiro estão a negar o direito a acompanhante às mulheres em trabalho de parto, expresso na Lei 110/2019, denunciou Sara do Vale, uma das representantes da Associação Portuguesa pelos Direitos das Mulheres na Gravidez e Parto.

Hospital de Évora prepara novos espaços para doentes com covid-19

O hospital de Évora abriu uma nova enfermaria para doentes com covid-19, com 10 camas, depois de ter esgotado a capacidade de internamento, e está prevista, nas próximas semanas, a criação de mais dois espaços.

Maria Filomena Mendes, presidente do conselho de administração do Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), afirmou à agência Lusa que “tivemos de encontrar soluções” porque “a capacidade de internamento estava completamente esgotada e continuávamos a receber cada vez mais doentes”.

Ordem dos Médicos critica abertura de vaga para cirurgia cardíaca em Évora

A Ordem dos Médicos critica a atribuição ao Hospital do Espírito Santo (Évora) de uma vaga para contratar um especialista em cirurgia cardíaca, sublinhando que a unidade hospitalar não reúne os requisitos para desenvolver em pleno esta especialidade.

Hospital de Évora coloca 16 profissionais em confinamento

Um total de 16 profissionais de Saúde do Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) está em confinamento profilático em casa, devido a contacto com um doente que testou positivo para a covid-19, revelou hoje a unidade à agência Lusa.

O conselho de administração do HESE, em comunicado, indicou que os “16 profissionais de saúde sob vigilância epidemiológica ativa” são “cinco médicos, quatro enfermeiros, um técnico superior de diagnóstico e terapêutica, três assistentes operacionais e três assistentes técnicos”.

Vendas Novas iniciou produção em massa de máscaras hospitalares

A AUNDE Portugal – Indústria de Confeção de Capas, em Vendas Novas, que produz habitualmente estofos para automóveis, está a produzir em massa para entregar com urgência 4 mil máscaras ao Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), devido à pandemia COVID-19.

Gin alentejano assegura stock de álcool ao Hospital de Évora

O empresário António Cuco, dono e proprietário do Sharish Gin, com sede em Reguengos de Monsaraz, vai assegurar as necessidades e manter o stock de álcool do Hospital de Évora.

O hospital necessitará de cerca de 1200 litros de álcool para garantir o stock pelo menos nos próximos três meses.

A notícia foi avançada pelo próprio e por José Calixto, presidente da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central.

Novo caso de legionella leva Hospital de Évora a ficar sem água quente

O Hospital de Évora está sem água quente desde que um novo caso de legionella foi detetado em maio.

Serão já cerca de 20 dias sem água quente de modo a evitar um surto desta bactéria e tem sido várias as queixas de utentes e funcionários.

O diário nacional “Correio da Manhã” tentou confirmar há quantos dias a situação se verifica mas ninguém o confirmou, no entanto, o departamento de Relações Públicas, em nota enviada à comunicação social, confirmou o corte de água quente e as razões que levaram a isso: a deteção de um novo caso de legionella nas instalações do hospital.

Páginas