Está aqui

Hospital Central do Alentejo

Obras do Hospital Central do Alentejo entram em “velocidade cruzeiro”

As obras de construção do novo Hospital Central do Alentejo, em Évora, entraram em “velocidade cruzeiro” e deverão estar concluídas “no final de 2023”, revelou à Lusa Maria Filomena Mendes, presidente da Administração Regional de Saúde (ARS).

De acordo com a responsável, “a obra está a progredir a bom ritmo e a avançar como era expectável e estamos a fazer tudo para cumprir os prazos”. Além disso, o “prazo a cumprir” é o hospital estar “em condições de funcionamento a 31 de dezembro de 2023”.

Évora define acessos ao novo Hospital Central do Alentejo

Os acessos ao novo Hospital Central do Alentejo e a localização de um futuro terminal de mercadorias para servir a ferrovia vão ser definidos com a revisão do Plano de Urbanização de Évora.

Em declarações à agência Lusa, Carlos Pinto de Sá, presidente da Câmara de Évora, indicou que estas são duas das prioridades estabelecidas pelo município no âmbito do processo de revisão do Plano de Urbanização (PU) da cidade, que está em curso.

António Costa em Évora visita obras de novo Hospital Central

O secretário-geral do PS esteve esta quinta-feira em Évora a mostrar “obra desenguiçada” pelo Governo no Alentejo, num círculo eleitoral em que os socialistas querem manter dois dos três deputados em disputa com CDU e PSD.

210 milhões: começou a construção do Hospital Central do Alentejo

Representa um investimento total de 210 milhões, ao longo de anos, a sua aprovação arrastou-se, mas já tiveram início os trabalhos de preparação do terreno para a construção do novo hospital em Évora, como confirmou José Robalo, o presidente da Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo, à Lusa

O grupo espanhol Acciona, responsável pela construção da obra, já tem no local contentores de apoio aos trabalhadores e em breve iniciará a instalação do estaleiro.

Obra do Hospital Central do Alentejo a cargo da empresa Acciona

A obra do Hospital Central do Alentejo, que envolve um investimento total de cerca de 210 milhões de euros e vai ficar situado em Évora, foi consignada esta sexta-feira pela Administração Regional de Saúde à empresa Acciona.

Em comunicado, citaod pela agência Lusa, a Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo revelou que o auto de consignação da obra foi assinado esta sexta-feira, numa cerimónia com o presidente deste organismo, José Robalo, e representantes da Acciona.

Novo Hospital Central do Alentejo: Primeiro-Ministro em Évora, para fazer adjudicação

A adjudicação da construção do novo Hospital Central do Alentejo, em Évora, será formalizada hoje, segunda-feira,  9 de novembro, pelo Primeiro-Ministro António Costa.

A cerimónia acontecerá pelas 10h, na sede da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo, e pode contar ainda com a presença da ministra da Saúde, Marta Temido.

A conclusão do novo hospital está prevista para 2023 e representa um investimento total superior a 180 milhões de euros.

Novo Hospital Central do Alentejo: BE preocupado com "atraso no início das obras"

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda (BE), através do seu deputado Moisés Ferreira, entregou ontem uma Pergunta dirigida ao Ministério da Saúde sobre o "atraso no início das obras do novo Hospital Central do Alentejo", em Évora.

O BE não compreende porque motivo a obra ainda não arrancou, tendo em conta que concurso público internacional para a construção deste novo Hospital foi lançado no dia 14 de agosto de 2019 e a adjudicação para a construção do hospital ocorreu no dia 3 de março a uma empresa espanhola.

Primeira aprovação de 40 milhões para o Hospital Central do Alentejo

A Comissão Diretiva do ALENTEJO 2020 acaba de tomar a 1ª deliberação referente à aprovação da candidatura da Construção do Hospital Central do Alentejo - Consultas Externas, no montante de 40 milhões de euros (FEDER).

Recomendações ao Governo

A última Assembleia Municipal de Évora aprovou duas recomendações ao Governo apresentadas pelo PSD. Estas recomendações estão relacionadas com a redução das portagens na A6 e com as Infraestruturas envolventes ao novo Hospital Central do Alentejo, em Évora.

Numa das recomendações pretende-se que seja aplicada a redução das portagens na autoestrada A6 e a aplicação do Programa de Apoio à Redução do Tarifário dos Transportes (PART) entre o Alentejo Central e a Área Metropolitana de Lisboa.

Não pode haver mais desculpas para os atrasos da construção do Hospital Central do Alentejo em Évora

Soubemos muito recentemente que 8 empresas manifestaram interesse e concorreram para construir o novo Hospital Central do Alentejo, em Évora, num investimento que ultrapassa os 180 milhões de euros. De acordo com o relatório preliminar da fase de qualificação, apenas uma empresa, a Acciona, cumpre todos os requisitos exigidos no concurso.

No entanto, já é publicamente conhecido que 2 das empresas preteridas no concurso para a construção do novo Hospital Central do Alentejo contestaram o respetivo afastamento.

Páginas