Está aqui

GNL

Porto de Sines volta a bater recorde

Já este ano de 2019, o porto de Sines voltou a bater um recorde, desta feita o do seu recorde diário de regaseificação de GNL.

De acordo com informações da britânica S&P Global Platts Analytics, o Porto de Sines bateu o recorde diário de regaseificação, tendo o porto alentejano contado 19 milhões de metros cúbicos de regaseificação de gás natural liquefeito a 15 de março, batendo um recorde que datava de janeiro passado.

Sines na rota do gigante metaneiro espanhol "Adriano Knutsen"

Está pronto e prestes a fazer os testes de mar e carga e vai transportar gás natural liquefeito (GNL) para a espanhola ENDESA. Falamos do "Adriano Knutsen", um navio metaneiro construído na Coreia do Sul e fretado pelos espanhóis por sete anos, que custou 185 milhões de dólares, tem 300 metros de comprimento, 48 de largura e 26,4 metros de escora. O metaneiro, conforme adianta a Revista Cargo, está munido de quatro tanques criogénicos e é capaz de numa carga transportar o equivalente ao consumo de um dia de toda a Espanha de GNL ou abastecer por um ano 170 mil residências de gás.

Sines ganha vantagem mundial com a ascensão do gás natural

A crescente procura mundial de gás natural liquefeito (GNL) enquanto energia mais limpa, a localização estratégica e a experiência e capacidade instalada do Porto de Sines, colocam-no numa posição central num futuro "hub atlântico para o GNL", é a convicção de Filipe Costa, CEO da aicep Global Parques, na Revista Cargo.

Sines vai tornar-se centro de reexportação de Gás Natural Liquefeito

A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, considera que o crescimento do Porto de Sines é "uma alavanca primordial do sistema portuário nacional" e por isso coloca como objetivo do governo colocar o porto alentejano entre os cinco maiores da Europa.