Está aqui

Galveias

Coretos alentejanos voltam a ter música

Os tempos áureos dos coretos remontam à época em que a rádio era ainda algo que não existia e juntavam as populações em seu redor para ouvir tocar a banda local, normalmente ao fim de semana ou em épocas festivas.

Rara será a localidade portuguesa que não tenha um coreto, ou até mais que um.

No norte alentejano, de junho a setembro, os coretos vão reviver os seus tempos áureos com mais cerca de três dezenas de concertos de onze bandas filarmónicas alentejanas.

PONTE DE SOR ATRIBUI PRÉMIO LITERÁRIO JOSÉ LUÍS PEIXOTO

Anualmente e desde 2007 é atribuído o Prémio Literário José Luís Peixoto em Ponte de Sor, no Alto Alentejo, concelho de origem o famoso escritor. Este ano os prémios recairam em Sónia Pedro, natural daquele concelho com o trabalho  "Fragmento de mim" e a André Volpato, com o texto "O corpo persiste".

JOSÉ LUÍS PEIXOTO, O ALENTEJANO QUE VENCEU O PRÉMIO OCEANOS

O alentejano José Luís Peixoto é o vencedor prémio Oceanos, o prémio de Literatura em Língua Portuguesa, atribuído no Brasil ao romance Galveias, no valor de 27 mil euros, ontem à noite.

JUNTA DE FREGUESIA DE 50M€ VAI A ELEIÇÕES NOVAMENTE

É uma das juntas de freguesia mais ricas do país; fica no norte alentejano e tem sido muito falada nos últimos tempos por ter dado nome a um dos livros de José Luís Peixoto, natural da mesma. Falamos das Galveias, concelho de Ponte de Sor (Portalegre) e onde a Junta de Freguesia gere e administra um património de 50 milhões de euros, correspondente a dois terços da herança do Comendador José Godinho de Campos Marques. A herança engloba prédios rústicos e urbanos, distribuídos pelos concelhos de Lisboa, Torres Vedras, Borba, Estremoz, Monforte, Crato, Avis e Ponte de Sor.